Brasil Tribunal Eleitoral cassa mandato de governador e vice de Sergipe

Tribunal Eleitoral cassa mandato de governador e vice de Sergipe

Por 6 votos a 1, TRE-SE reconheceu abuso do poder político de Belivaldo Chagas Silva, que ficará inelegível por oito anos

Belivaldo Chagas

Belivaldo teria usado 'máquina pública' para se eleger

Belivaldo teria usado 'máquina pública' para se eleger

Reprodução/Facebook

O TRE-SE (Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe) cassou nesta segunda-feira (19) o governador de Sergipe, Belivaldo Chagas Silva (PSD), e da vice-governadora, Eliane Aquino Custódio (PT).

A decisão, tomada por 6 votos a 1, leva em conta a prática de abuso de poder político, consistente no uso da “máquina pública” do Poder Executivo do Estado de Sergipe em favor da candidatura de Belivaldo nas eleições de 2018. Com o veredito, ele ficará inelegível pelo período de oito anos.

No ano passado, Belivaldo foi reeleito governador de Sergipe após vencer a disputa contra Valadares Filho (PSB) ao obter apoio de 679.051 eleitores e conquistar quase 65% dos votos válidos.

Durante o período eleitoral, Belivaldo teria se utilizado da máquina estatal em benefício de sua reeleição com a antecipação de parte do 13º salário dos servidores públicos do Estado, a redução do valor do gás de cozinha e a flexibilização nas condições de pagamento para os contribuintes com pendências no Fisco Estadual. As ações resultaram na cassação.

Natural da cidade de Simão Dias (SE), Belivaldo assumiu o governo do Estado após a renúncia de Jackson Barreto para tentar uma vaga ao Senado. Antes disso, o candidato foi deputado estadual por quatro mandatos e foi eleito por duas vezes vice-governador de Sergipe.