Brasil Urna eletrônica é plenamente auditável, mostra auditoria do TCU

Urna eletrônica é plenamente auditável, mostra auditoria do TCU

Ministro Bruno Dantas afirma ainda que adoção de mecanismo de impressão de células tornaria sistema vulnerável

Reuters - Brasil
Auditoria do TCU diz que atual sistema de votação eletrônica é plenamente auditável

Auditoria do TCU diz que atual sistema de votação eletrônica é plenamente auditável

Divulgação / TSE

O resultado de uma auditoria realizada pelo TCU (Tribunal de Contas da União) permite concluir que o atual sistema de votação eletrônica do país é plenamente auditável, disse nesta quarta-feira (11) o ministro da corte Bruno Dantas.

Além disso, a adoção de um mecanismo de impressão de células físicas aumenta a participação humana e deixa o sistema mais vulnerável a fraudes, afirmou Dantas, ao mencionar proposta defendida pelo presidente Jair Bolsonaro, que foi derrotada na Câmara.

Segundo o ministro, relator de um processo no TCU sobre o sistema eletrônico de votação, partidos políticos e coligações, a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), o Ministério Público, o Congresso Nacional, o STF (Supremo Tribunal Federal), a CGU (Controladoria-Geral da União), a Polícia Federal, as Forças Armadas e o próprio TCU, além de outras entidades, podem acompanhar todas as etapas de auditoria do sistema.

Últimas