Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

'200 pessoas foram presas e 40 ônibus, apreendidos', informa Dino

De acordo com o ministro da Justiça, financiadores dos veículos usados neste domingo (8) também foram identificados

Brasília|Plínio Aguiar, do R7, em Brasília

Homens são presos após invadir as sedes dos Três Poderes, em Brasília
Homens são presos após invadir as sedes dos Três Poderes, em Brasília Homens são presos após invadir as sedes dos Três Poderes, em Brasília

Após as invasões nas sedes dos Três Poderes, em Brasília, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, afirmou, neste domingo (8), que aproximadamente 200 prisões já foram efetuadas, 40 ônibus foram apreendidos e os financiadores dos veículos já foram identificados.

"Aproximadamente 200 pessoas presas em flagrante, e as prisões continuam, porque tecnicamente o flagrante ocorre durante o cometimento do crime ou logo após. Ou seja, as pessoas que estão sendo acompanhadas neste momento ainda estão à luz do Código Penal em situação de flagrância", disse Dino.

"Quarenta ônibus apreendidos são instrumentos de perpetuação de crimes. Já identificamos todos os ônibus que se dirigiram a Brasília e todos os financiadores de tais ônibus, de modo que teremos na sequência alguns atos relativos a essa investigação, com novos pedidos de prisão preventiva”, acrescentou.

Diante do cenário de vandalismo registrado em Brasília, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) decretou intervenção federal no Governo do Distrito Federal até o dia 31 de janeiro. Na prática, o decreto retira o poder de segurança do DF. A medida será coordenada pelo interventor Ricardo Garcia Cappelli, atual secretário-executivo do Ministério da Justiça.

Publicidade

Manifestantes que não aceitam o resultado das eleições de 2022 furaram o bloqueio da Polícia Militar do Distrito Federal e invadiram, na tarde deste domingo (8), os prédios do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF) e o Palácio do Planalto, em Brasília.

"Nós temos segurança de que o caminho mais indicado era a intervenção. Foi feita e já está sendo executada", contou Dino, acrescentando que prisões estão sendo e serão realizadas nos próximos dias, em um esforço conjunto das forças de segurança pública.

Publicidade

Leia também

Segundo o ministro, estados se mobilizaram e vão dar apoio ao DF. O interventor federal na segurança na capital federal pedirá nesta segunda-feira (8) ao Ministério da Defesa a cessão de militares para que também deem suporte à medida de restabelecimento da ordem pública.

"Porque lamentavelmente ainda há pessoas, nesse instante, falando em continuidade dos atos terroristas, e não conseguirão. Não conseguirão destruir a democracia brasileira, e é preciso dizer isso cabalmente, com toda a firmeza e convicção", destacou Dino.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.