Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Acusado de tentar explodir bomba no Aeroporto de Brasília se entrega em Mato Grosso

Ele é réu na Justiça Federal por ter participado da tentativa de ataque com motivações políticas

Brasília|Renato Souza, do R7, em Brasília


A bomba estava no caminhão e não teria explodido por falha no detonador
A bomba estava no caminhão e não teria explodido por falha no detonador

Um dos acusados de ter tentado explodir uma bomba em um caminhão-tanque no Aeroporto de Brasília se entregou à Polícia Civil de Mato Grosso nesta terça-feira (17). Alan Diego dos Santos se apresentou em uma delegacia de Comodoro, a 677 km de Cuiabá. Ele é réu na Justiça Federal pela tentativa de ataques.

Além dele, são acusados do crime Wellington Macedo de Souza e George Washington de Oliveira Sousa. A bomba foi colocada em um caminhão que seguia para o aeroporto, em 24 de dezembro, e não teria explodido por uma falha no detonador.

Em depoimento à polícia, George Washington, o primeiro a ser preso, disse que a intenção era chamar atenção para o acampamento montado no Setor Militar Urbano e para o movimento que contestava o resultado das eleições.

Leia também: Interventor federal no DF se reúne com a ministra Rosa Weber no STF

Publicidade

" gallery_id="63a9857d4b49555dbf001629" url_iframe_gallery="noticias.r7.com/brasilia/acusado-de-tentar-explodir-bomba-no-aeroporto-de-brasilia-se-entrega-em-mato-grosso-17012023"]

O acampamento foi desmontado após os atos de vandalismo, em 8 de janeiro, no Congresso Nacional, no prédio do Supremo Tribunal Federal (STF) e no Palácio do Planalto.

Publicidade

Ataques a Brasília

Em 8 de janeiro, manifestantes furaram o bloqueio feito na Esplanada dos Ministérios pela Polícia Militar do Distrito Federal e invadiram o Congresso Nacional, em Brasília. Os atos foram organizados por pessoas que não aceitam a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições de 2022.

Vídeos publicados nas redes sociais mostram o momento em que os manifestantes subiram a rampa do Congresso Nacional e invadiram a parte superior do edifício, na qual ficam as cúpulas do Senado Federal e da Câmara dos Deputados, além do Salão Verde, localizado dentro do prédio. Uma bandeira com as cores verde e amarela foi estendida no local. As imagens detalham também a reação dos policiais com bombas.

Leia mais: Manifestantes furam bloqueio da PM e invadem Congresso Nacional; veja vídeo

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.