Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

'Amigos' de Lula, Venezuela, Moçambique e Cuba devem R$ 5,3 bilhões ao BNDES

Presidente falou sobre o assunto durante cerimônia de posse de Aloizio Mercadante à frente do banco

Brasília|Do R7, em Brasília

Aloizio Mercadante toma posse como presidente do BNDES; Lula e Alckmin participam do evento
Aloizio Mercadante toma posse como presidente do BNDES; Lula e Alckmin participam do evento Aloizio Mercadante toma posse como presidente do BNDES; Lula e Alckmin participam do evento

Chamados de "amigos" pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Venezuela, Moçambique e Cuba estão inadimplentes com o Brasil em relação aos empréstimos feitos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A dívida somada até dezembro de 2022 é de R$ 5,3 bilhões.

A Venezuela é a maior devedora: R$ 3,5 bilhões. Depois vêm Cuba, com R$ 1,22 bilhão, e Moçambique, que deve R$ 628 milhões. Quem faz a cobrança dessas dívidas é o próprio BNDES, presidido por Aloizio Mercadante, empossado no cargo nesta segunda-feira (6).

Durante a cerimônia de posse de Mercadante, Lula afirmou ter certeza de que os valores serão pagos no atual governo "porque são todos países amigos do Brasil e certamente pagarão a dívida que têm com o BNDES". O presidente da República culpou a gestão anterior por não ter cobrado.

"Países que não pagaram [as dívidas] é porque o ex-presidente [Jair Bolsonaro] resolveu cortar a relação internacional e para não cobrar e ficar nos acusando", disse Lula, que exigiu do novo presidente do BNDES a intensificação da atuação do banco de forma a contribuir com o crescimento econômico brasileiro.

Publicidade

O petista alegou ser "mentira" que a instituição emprestou dinheiro a nações com quem o presidente da República tem afinidade. "O BNDES nunca deu dinheiro para países amigos do governo. O banco financiou serviço de engenharia de empresas brasileiras em nada menos que 15 países da América Latina e Caribe entre 1998 e 2017." Lula destacou, ainda, que não se pode ter "medo de emprestar dinheiro para o Estado se tiver capacidade de endividamento".

Como funciona?

Uma das atribuições do BNDES é financiar a exportação de bens e serviços de engenharia brasileiros. Nessas operações, o banco desembolsa os recursos exclusivamente no Brasil, em reais, para a empresa brasileira, à medida que as exportações vão sendo realizadas.

Publicidade

Quem fica com a dívida, contudo, é o país estrangeiro, porque ele é o responsável por fazer o pagamento, que deve ser acrescido de juros.

Leia também

Esses financiamentos são determinados pelo governo federal, que estabelece as operações, os países de destino, as condições contratuais (valor, prazo, equalização da taxa de juros e seguros) e os mitigadores de risco. Já com essas aprovações, o processo chega ao banco em sua parte final, onde é analisado e, se estiver em conformidade com as normas, aprovado.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.