Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Após invasão, manifestantes promovem quebradeira em prédios dos Três Poderes

Em vídeos publicados nas redes sociais, é possível ver invasores depredando obras de arte, portas de vidro, cadeiras e mesas 

Brasília|Do R7


Manifestantes vandalizam sedes dos Três Poderes em Brasília
Manifestantes vandalizam sedes dos Três Poderes em Brasília

Os participantes de atos antidemocráticos que invadiram na tarde deste domingo (8) as sedes dos Três Poderes, em Brasília, promoveram quebradeira no Palácio do Planalto, no Congresso Nacional e no Plenário do STF (Supremo Tribunal Federal), como mostram imagens das ações publicadas em redes sociais.

No STF, é possível verificar que um grupo quebrou vidros, e pessoas batiam com pedaços de pau contra móveis do prédio. No Palácio do Planalto, as imagens mostram que foram quebradas obras de arte, portas e uma mesa de vidro. No Congresso Nacional, vídeos exibem vândalos batendo contra cadeiras do Plenário.

As invasões aconteceram no meio da tarde deste domingo, após um grupo de bolsonaristas radicais furar o bloqueio feito pela polícia para impedir o acesso aos prédios públicos. Segundo apurou o Estadão, 100 ônibus com 3.900 manifestantes bolsonaristas chegaram a Brasília.

A área central de Brasília foi interditada no último sábado (7) após a chegada de vários ônibus com apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Manifestações antidemocráticas estão sendo convocadas por meio das redes sociais e de grupos de aplicativo, como WhatsApp e Telegram.

Publicidade

Diante de ameaças de manifestações violentas e da chegada a Brasília de caravanas contrárias ao resultado das eleições presidenciais, o governo federal autorizou o uso da Força Nacional na capital federal entre sábado (7) e segunda-feira (9). O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, assinou uma portaria com o aval.

Parte da tropa já está na Esplanada dos Ministérios. Mais cedo, também pelas redes sociais, Dino afirmou que articula com a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), e o ministro da Defesa, José Múcio, medidas para coibir e penalizar atos antidemocráticos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.