Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Bolsa Família de março será pago na mesma data a famílias de cidades em calamidade em SP

Beneficiários do programa que moram em municípios afetados por fortes chuvas receberão o pagamento no dia 20 do próximo mês

Brasília|Augusto Fernandes, do R7, em Brasília

Destruição causada por fortes enchentes no litoral de São Paulo
Destruição causada por fortes enchentes no litoral de São Paulo Destruição causada por fortes enchentes no litoral de São Paulo

O ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, anunciou nesta segunda-feira (20) que os beneficiários do Bolsa Família que moram nas seis cidades de São Paulo sob estado de calamidade pública por causa das fortes chuvas do último fim de semana receberão o pagamento do próximo mês no dia 20.

Geralmente, a data de pagamento é diferente para cada beneficiário, sendo definida de acordo com o NIS (Número de Identificação Social), atribuído pela Caixa Econômica Federal para identificar pessoas cadastradas em programas sociais do governo. No entanto, Dias decidiu unificar a data de concessão do auxílio devido às enchentes.

“Para facilitar para as famílias, o pagamento de março será unificado, feito no dia 20 para todas as famílias dos municípios atingidos e com decreto de emergência e calamidade”, afirmou o ministro.

O governo decretou estado de calamidade pública, por 180 dias, para ações emergenciais em seis municípios afetados pelas chuvas: Bertioga, Caraguatatuba, Guarujá, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba.

Publicidade

O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome informou que está em campo com diversos secretários, garantindo providências para a entrega de cestas de alimentos, colchões e outras necessidades na assistência social e tratando de auxílio social para garantir a aquisição de bens perdidos com as enchentes.

“O ministério se soma às ações da Saúde, Defesa, Integração Nacional e Defesa Civil, além de outras áreas do Governo Federal, integrados com o governo estadual e os governos municipais, entidades e doadores privados. É uma situação de muitos desabrigados que precisam e contarão com todo o nosso apoio”, destacou Dias.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.