Brasília Governo federal decreta estado de calamidade pública por causa de temporais em SP

Governo federal decreta estado de calamidade pública por causa de temporais em SP

Chuvas intensas sobre municípios do litoral de São Paulo causaram deslizamentos de terra, bloqueios de rodovias e mortes

  • Brasília | Hellen Leite, do R7, em Brasília

Carros caem na areia da praia, em Ubatuba, após asfalto da avenida ceder, neste sábado (18)

Carros caem na areia da praia, em Ubatuba, após asfalto da avenida ceder, neste sábado (18)

Reprodução / Twitter @MarcioNakashima - 19/02/2023

O governo federal decretou estado de calamidade pública no município de São Sebastião, litoral de São Paulo, por causa das fortes chuvas que atingem a região. A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União deste domingo (19) e vai permitir a liberação de recursos federais à cidade.

Segundo o último balanço da Defesa Civil do estado, divulgado no início da noite de domingo (19), os temporais deixaram ao menos 19 mortos, 228 desalojados e 338 desabrigados. As cidades do litoral norte paulista também registram deslizamentos de terra, estradas bloqueadas, falta de água potável e problemas com a falta de internet. 

"O Governo Federal determinou uma mobilização de vários ministérios para auxiliar o município e o estado de São Paulo nas ações emergenciais de assistência às vítimas, de suporte de infraestrutura e de reconstrução da região", informou o Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional (MIDR).

Mais cedo, o ministro Waldez Góes disse que conversou com o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), e afirmou ter mobilizado equipes do Grupo de Apoio a Desastres da Defesa Civil Nacional (GADE) para atuar nas ações de socorro à população. 

Goés deve visitar as áreas mais afetadas nesta segunda-feira (20), junto com o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Wolnei Wolff. O Ministério da Defesa também foi acionado e deve providenciar aeronaves de grande porte para ajuda humanitária e para auxiliar nas ações de desobstrução de vias e de rodovias que estão interditadas em São Sebastião e região.

Foram mais de 600mm de chuva em muito pouco tempo. É incalculável o prejuízo causado e as vidas ceifadas. Estamos mobilizando especialistas federais e estaduais. Temos instituições e órgãos preparados para que tenhamos as respostas o mais rápido possível.

Waldez Góes, ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional

Também pelas redes sociais, o ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França, anunciou a liberação emergencial de R$ 2 milhões por meio da Autoridade Portuária de Santos (SP) para a doação de mantimentos para as vítimas das chuvas no litoral de São Paulo.

Últimas