Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Carro carbonizado com quatro corpos é encontrado em Cristalina

Polícia Civil investiga se crime tem relação com o desaparecimento de cabeleireira Elizamar da Silva, de 39 anos, e de seus três filhos

Brasília|Plínio Aguiar, do R7, em Brasília, e Laísa Lopes, da Record TV


Elizamar da Silva, 39 anos, foi vista pela última vez com três filhos na quinta-feira (12)
Elizamar da Silva, 39 anos, foi vista pela última vez com três filhos na quinta-feira (12)

A Polícia Civil de Goiás encontrou um carro carbonizado com quatro corpos em uma via da cidade de Cristalina, município no Entorno do Distrito Federal, na madrugada deste domingo (15). O veículo está em nome da cabeleireira Elizamar da Silva, de 39 anos.

Ela sumiu com os três filhos — um casal de gêmeos, de 6 anos, e um menino de 7 anos — após deixar a casa da sogra, no Itapoã, região administrativa do Distrito Federal a cerca de 140km de Cristalina.

Ao R7, um delegado confirmou que o carro encontrado pelos policiais é compatível com o de Elizamar. Apesar disso, a instituição ressalta que ainda não é possível afirmar que se trata da empresária e de seus filhos. Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Luziânia, município vizinho a Cristalina.

Filha de Elizamar, Eduarda Silva confirmou à Record TV que o carro encontrado pelos policiais, de fato, é de sua mãe.

Publicidade

Entenda o caso

O filho mais velho da vítima registrou um boletim de ocorrência de desaparecimento na 33ª Delegacia de Polícia Civil no último sábado (14). De acordo com o relato, Elizamar foi vista com os filhos pequenos pela última vez na casa da mãe do atual marido dela, no Condomínio Residencial Novo Horizonte, no Itapoã, na quinta-feira (12).

Ainda de acordo com o depoimento, o veículo de Elizamar entrou por volta de 22h de quinta-feira (12) e saiu do local no dia seguinte. O filho mais velho disse também à polícia que o companheiro da empresária teria informado a terceiros que teve um "desentendimento" com a cabeleireira e que ela teria ido embora com as crianças.

Publicidade

Apesar de ter a agenda cheia, Elizamar não foi trabalhar no salão desde então. O filho mais velho de Elizamar disse ainda que, pelo registro do celular da cabeleireira, é possível ver que a última localização foi na BR-260, na altura do Paranoá, outra região administrativa do DF.

Leia também

Exame de DNA

O filho mais velho da vítima informou à Record TV que a mãe saiu do condomínio, no Itapoã, para buscar o ex-marido numa chácara. Em seguida, funcionários do local afirmaram para ele que viram o carro parecido com o de Elizamar com quatro corpos carbonizados. Agora, o primogênito da vítima fará um exame de DNA para descobrir se há compatibilidade com os corpos encontrados.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.