Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Congresso promove evento com entidade voltada para economia circular e reciclagem de vidro

Com foco na sustentabilidade, Circula Vidro visa ampliar educação ambiental em escolas e bares para aumentar reciclagem

Brasília|Iasmim Albuquerque*, do R7, em Brasília

Aproveitamento do vidro é de 100% (Paulo H Carvalho/Agência Brasil)

Com o objetivo de aumentar a reciclagem de vidro no Brasil, a entidade gestora “Circula Vidro” será lançada na Câmara dos Deputados nesta quinta-feira (13). A organização busca ampliar a educação ambiental e aumentar o índice de reciclagem das embalagens de vidro.

Veja mais

A entidade foi criada com base em um decreto federal, publicado em 2022, que instituiu o sistema de logística reversa de embalagens de vidro. Com o documento, o poder público possibilita a criação da figura de entidade gestora, sendo um modo coletivo de trabalhar a logística reversa de modo mais eficiente, melhorando os índices buscados. Para a organização, o objetivo é aumentar a reciclagem do material de 11% para 40% até 2032.

Economia circular

O processo da economia circular é determinante para a reciclagem do vidro. Segundo o CEO da Circula Vidro, Fábio Ferreira, a atividade levará garrafas e embalagens de alimentos e cosméticos que são feitas de vidros de volta às fábricas para reaproveito do material e criação de uma nova embalagem. Este processo evita que os vidros acabem em praias, lixões ou em aterros.

Ainda de acordo com Ferreira, a conscientização ambiental em escolas e dentro de bares já existe, e a organização vai aumentar o volume de projetos para tentar coordenar de forma igual e aumentar o número de reciclagem de vidro.

Publicidade

Sede da entidade

A escolha pela capital federal para ser sede da entidade se deu pela proximidade ao poder público, principalmente o Ministério do Meio Ambiente. Outra questão é a posição privilegiada de Brasília, já que um dos desafios da organização é o transporte do vidro em outras regiões.

“Como eles [Ministério do Meio Ambiente] estão aqui, e quem toma de conta dessa pauta é a secretaria de qualidade ambiental, cuja equipe também fica em Brasília, nós entendemos que faria sentido ficar aqui”, ressaltou o CEO.

*Sob supervisão de Fausto Carneiro

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.