Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Dengue: com 235, DF é a segunda unidade da federação com mais mortes pela doença

Brasil confirmou 1.292 óbitos desde o começo do ano; DF tem 210 mil casos prováveis

Brasília|Giovanna Inoue, do R7, em Brasília


DF tem 210 mil casos prováveis de dengue Marcelo Camargo/Agência Brasil - Arquivo

O Distrito Federal registrou nesta quinta-feira (11) 235 mortes em 2024 que foram causadas por dengue. Outras 43 estão sendo investigadas. Esse número representa quase 20% das mortes no Brasil pela doença. O DF é a unidade da federação com o segundo maior número de óbitos de dengue, ficando atrás apenas de São Paulo, que tem 261. O Brasil confirmou 1.292 mortes desde o começo do ano e 3,105 milhões de casos prováveis.

LEIA TAMBÉM

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela SES (Secretaria de Saúde), o Distrito Federal tem 210.447 casos prováveis da doença, dos quais 6.841 apresentaram sinais de alarme.

Este ano, o DF já tem mais de 12 vezes o número de mortes registradas em 2023. Mais da metade delas aconteceu em dezembro (foram 11 no total). Esse número apresentou uma leve queda no mês seguinte, quando foram confirmados seis óbitos, mas voltou a subir para 72 em fevereiro e para 127 em março. Confira no infográfico abaixo.

Exemplo de bloco HTML

Ceilândia continua sendo a região administrativa com o maior número de casos absolutos (27.426). Samambaia (23.192) ultrapassou Santa Maria (11.933) e é seguida por Taguatinga (10.388) e Sol Nascente/Pôr do Sol (8.583). As cinco regiões concentram 33,5% dos casos prováveis de todo o DF.

Publicidade

Quando se trata de taxa de incidência, Brazlândia aparece em primeiro. São 13.039,94 casos de dengue por 100 mil habitantes. Estrutural e Santa Maria (9.000,47/100 mil) vêm a seguir.

A maioria dos pacientes de dengue é mulher (54%), e a faixa etária com mais casos da doença é de 20 a 29 anos, seguida por 40 a 49 anos e 30 a 39.

Mortes em abril

Entre os dias 1º e 11 de abril, o Brasil registrou 369 mortes causadas por dengue, mais do que o dobro do registrado durante março, que teve 601 óbitos. Nesta quinta-feira (11), o país confirma 1.292 mortes e 3,105 milhões de casos prováveis da doença desde o começo do ano. Outros 1.875 óbitos estão sendo investigados. A secretária de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Ethel Maciel, disse que, no “pior dos cenários”, os casos de dengue do país devem chegar a 4,2 milhões.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.