Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

DF registra 352 casos de acidente com escorpião nos dois primeiros meses do ano

Quadros são considerados leves em 80% das notificações; crianças e idosos são principais vítimas, diz Secretaria de Saúde

Brasília|Iasmim Albuquerque*, do R7, em Brasília


Gravidade depende de peso e quantidade de veneno
Gravidade depende de peso e quantidade de veneno Lúcio Bernardo Jr./ Agência Brasília

O Distrito Federal registrou 352 notificações de acidentes por escorpião entre janeiro e fevereiro deste ano. Segundo a Secretaria de Saúde, 80% dos casos foram considerados leves. O quadro varia de acordo com a quantidade de veneno injetada e o peso da vítima. As crianças e os idosos foram os mais afetados pela picada do aracnídeo.

Desde o início do ano, a Vigilância Ambiental recebeu 470 chamados de aparecimento dos animais peçonhetos. As regiões com mais casos foram Planaltina, Taguatinga e Recanto das Emas. 

Ao encontrar escorpiões em casa, é recomendado acionar a Vigilância Ambiental pelo telefone 160. Os agentes são responsáveis por identificar a origem dos animais e capturar aqueles que são encontrados.

Em casos de picada, a orientação é lavar o local com bastante água e sabão, manter o local da mordida elevado e procurar um atendimento médico de forma imediata. A pasta informa que apenas a rede pública de saúde dispõe de soro antiescorpiônico e antídoto.

Publicidade

Medidas preventivas

- Checar toalhas, roupas e sapatos antes de utilizar;

- Afastar as camas das paredes;

Publicidade

- Usar telas nas janelas e vedação nas porta;

- Deixar eletrônicos bem encaixados nas tomadas para impedir o acesso dos animais pela tubulação;

Publicidade

- Retirar entulhos como restos de materiais de construção do quintal e outros locais;

- Manter a caixa de gordura limpa e bem tampada;

*Sob supervisão de Fausto Carneiro

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.