Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Dia dos Namorados deve injetar R$ 394 milhões na economia do DF, diz Fecomércio

Vendas deste ano deve crescer 16,7% em relação ao ano passado; valor médio de presentes cresceu de R$ 227 para R$ 251

Brasília|Do R7, em Brasília

Dia dos namorados, Distrito Federal. Fecomércio, vendas
Dia dos Namorados deve aquecer economia do DF (Valter Campanato/Agência Brasil - Arquivo)

O Dia dos Namorados, celebrado no próximo dia 12, deve injetar R$ 394 milhões na economia do Distrito Federal. A projeção é do Instituto Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), que aponta também crescimento de 16,7% das vendas em relação ao ano passado e maior otimismo em relação à intenção de compra do público neste ano.

Veja Mais

Cerca de 75% dos entrevistados pretendem presentear seus parceiros, enquanto em 2023 o índice era de 64,5%. O valor médio que eles prometem investir também cresceu de R$ 227 para R$ 251. O otimismo também alcança os comerciantes, com 53% deles esperando vendas maiores neste ano.

Para o presidente do Fecomércio-DF, José Aparecido Freire, os resultados devem ser positivos para o comércio. “Embora tenha caído de 64% para 53,4% o índice de lojistas com expectativa de vendas maiores, ainda assim temos uma maioria otimista com a data. Isso pode ter relação com o bom índice de intenção de consumo das famílias no Distrito Federal, que, segundo a CNC, está acima da zona de satisfação desde janeiro deste ano com melhora no acesso ao crédito nos últimos meses”, analisa.

A maioria dos empresários (78,74%) projeta vendas maiores que o realizado em dias comuns, 17,14% esperam vendas iguais e 4,12% acreditam que venderão uma quantidade menor em comparação à rotina da loja.

Publicidade

Segundo o estudo, o impacto da data (28,16%), a diversidade de produtos (22,93%), a qualidade (22,43%) e as promoções (20,74%) são os motivos mais indicados para o aumento das vendas. Outros comerciantes acreditam que os preços (48,78%) e o baixo impacto da data (43,9%) podem influenciar negativamente o comércio de Dia dos Namorados.

Setores mais demandados

A consulta indicou que as roupas e acessórios (23,7%), os cosméticos e perfumes (20,6%), calçados e acessórios (14,4%), chocolates e trufas (12,7%) e as flores (9,9%) serão as escolhas mais populares para presentear os parceiros.

Publicidade

As lojas de ruas e bairros e as lojas de shoppings serão os locais mais visitados para as compras, somando, juntos, mais de 61,6% das preferências. As compras no crédito são as mais comuns, com 42,4% das intenções. Em seguida aparecem o pix/transferência (22,2%), o débito (18,2%), e, por último, o pagamento em dinheiro (17,2%). As três últimas modalidades somam quase 58%, mostrando que mais da metade dos entrevistados prefere quitar suas dívidas imediatamente.

Para a pesquisa de expectativa de compras e vendas no Dia dos Namorados, foram entrevistados 668 consumidores, abordados de forma aleatória em diferentes pontos de circulação do Distrito Federal, entre 26 de abril e 21 de maio de 2024.

A consulta aos lojistas foi direcionada aos proprietários e gerentes de forma telefônica, totalizando entrevistados de 461 empresas de diversos segmentos, priorizando aqueles diretamente impactados pela data comemorativa para obter representatividade no universo da pesquisa. Para o cálculo estatístico, considerou-se um nível de confiança de 95% e uma margem de erro de, aproximadamente, 5%.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.