Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

‘Fake news pode matar’, diz Barroso ao citar campanha contra desinformação

Segundo o STF ‘a iniciativa colabora com a educação midiática, evitando que mais mentiras sejam disseminadas’

Brasília|Gabriela Coelho, do R7, em BrasíliaOpens in new window


Barroso fala sobre julgamento do porte de maconha Gustavo Moreno/STF – 21.03.2024

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Luís Roberto Barroso, falou, no início da sessão da Corte desta quarta quarta-feira (26) sobre uma campanha contra fake news. Os cards foram feitos pela Associação Nacional de Editores de Revista. O STF apoia a campanha após fake news relacionadas às enchentes do Rio Grande do Sul.

As frases são “não se engane, jornalismo profissional não espalha ódio”, “na dúvida, reflita e confira de repassar”, “opinião é diferente de informação. Não repasse fake news”, “imagens também podem ser forjadas. Verifique antes de repassar”, “cheque antes de repassar. Fake News pode matar”, “se causa terror, ódio ou repulsa, cheuqe antes de repassar”, “seja responsável, não acuse sem checar”.

Segundo o STF “a iniciativa colabora com a educação midiática, evitando que mais mentiras sejam disseminadas”.

“As peças publicitárias serão veiculadas em jornais, revistas e sites, estimulando o público a refletir e a checar as informações antes de repassar vídeos, mensagens de texto e áudios que prejudiquem a real avaliação da situação de calamidade vivenciada pela população local”, disse.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.