Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

INSS antecipa benefícios em três cidades atingidas por chuvas

Medida vale enquanto durar estado de calamidade pública nas cidades de Petrópolis (RJ), Canapi (AL) e Teresina de Goiás (GO)

Brasília|Hellen Leite, do R7, em Brasília

Decreto que antecipa benefícios do INSS a atingidos por chuvas foi publicado nesta terça (22)
Decreto que antecipa benefícios do INSS a atingidos por chuvas foi publicado nesta terça (22) Decreto que antecipa benefícios do INSS a atingidos por chuvas foi publicado nesta terça (22)

Moradores de três cidades atingidas por chuvas poderão receber com antecedência o pagamento de benefícios previdenciários e assistenciais do INSS. A medida foi editada pelo governo federal e vale para os municípios de Petrópolis, no Rio de Janeiro, Canapi, em Alagoas e Teresina de Goiás, no norte goiano.

O decreto publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (22) prevê que o cronograma de pagamento será antecipado para o primeiro dia útil do calendário e se manterá enquanto perdurar a situação de calamidade.

Leia também: Chuvas inundam casas e carregam veículos no DF e em GO; veja vídeos

O governo federal informou que terá em caixa cerca de R$ 2 bilhões para auxiliar municípios de todo o país atingidos por desastres naturais. Os recursos são provenientes de quatro medidas provisórias, três delas já publicadas, que autorizam crédito extraordinário aos ministérios do Desenvolvimento Regional, da Cidadania e da Infraestrutura.

Publicidade

Segundo o último boletim divulgado pela Defesa Civil de Petrópolis, o número de mortes chegou a 181. Continuam desaparecidas 89 pessoas e cerca de 800 ficaram desabrigadas.

Em Canapi, no sertão de Alagoas, os moradores vivem na iminência da queda de barragens próximas às casas após tempestades atingirem a região. Em dezembro de 2021, a prefeitura emitiu alertas para as pessoas deixarem a residência por risco de inundação.

Em Teresina de Goiás, a chuva forte abriu uma cratera na estrada e deixou cerca de 400 pessoas desabrigadas na região.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.