Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Iphan assina contrato de R$ 744 mil para reforma da Praça dos Três Poderes, em Brasília

Segundo o órgão, elaboração do projeto de restauro deve ser concluída no início de 2025

Brasília|Do R7, em Brasília


Projeto de restauro deve ser concluído em 2025 Joel Rodrigues/Agência Brasília

O Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) assinou um contrato de R$ 744 mil para a reforma da Praça dos Três Poderes, em Brasília. De acordo com o órgão, a elaboração do projeto de restauração deve ser concluída no início de 2025. “É importante ressaltar que, com o projeto em mãos, a execução do restauro ficará a cargo do GDF (Governo do Distrito Federal), que é o responsável pela gestão e manutenção da Praça dos Três Poderes”, explicou o instituto. Reformas para melhorar a acessibilidade, reparo de esculturas e a inclusão de câmeras de segurança estão entre os itens contemplados na reforma.

Veja mais

Desde 2019, o Iphan e o governo local debatem projetos e formas de conservação do local. Entre os danos constatados estão: desprendimento das pedras portuguesas; falta de drenagem, que propicia o acúmulo de água; baixa acessibilidade para pessoas com deficiência; e desgaste das obras de arte da Praça.

“A empresa vencedora do edital ficará responsável pela elaboração de projeto arquitetônico e complementares, planilha orçamentária da obra, memoriais, manual de uso e manutenção e demais documentos para a restauração do local. Somente após a elaboração do projeto será possível estimar o custo da obra, o que será feito com a elaboração da planilha orçamentária, um dos produtos do contrato”, explicou o Iphan.

Veja mais detalhes sobre a reforma

Monumentos e obras de arte que serão restaurados

  • A Justiça;
  • Dois Candangos
  • Espaço Lúcio Costa;
  • Herma de Israel Pinheiro;
  • Herma de JK;
  • Herma de Tiradentes;
  • Marco Brasília;
  • Museu da Cidade; e
  • Pombal

Pontos principais da reforma

  • Recuperação do piso;
  • Acessibilidade;
  • Restauro de esculturas;
  • Iluminação e inclusão de câmeras de segurança;
  • Restauro das fachadas do Museu da Cidade;
  • Recuperação estrutural do Espaço Lúcio Costa; e
  • Impermeabilização e adequação do sistema de drenagem.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.