Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Justiça dá à EBC e à União 72 horas para explicarem programa apresentado por Janja

Primeira-dama comandou atração nas redes sociais da TV Brasil em celebração do Dia Internacional da Mulher, em 8 de março

Brasília|Emerson Fonseca Fraga, do R7, em Brasília


A primeira-dama da República, Rosângela da Silva, durante programa da TV Brasil
A primeira-dama da República, Rosângela da Silva, durante programa da TV Brasil

A Justiça Federal deu à União e à Empresa Brasil de Comunicação (EBC) 72 horas para explicarem a transmissão, pelas redes sociais, de um programa especial do Dia Internacional da Mulher, em 8 de março, apresentado pela primeira-dama da República, Rosângela da Silva, conhecida como Janja.

A ação é de autoria do vereador por São Paulo Robinho Nunes (União Brasil-SP). De acordo com o parlamentar, "[n]a última terça-feira (7/3/2023) a TV Brasil, veículo público administrado pela EBC, transmitiu o programa 'Papo de Respeito', apresentado pela Primeira-Dama, Rosângela Lula da Silva (‘Janja’)".

Ainda segundo Nunes, a primeira-dama, “durante toda a apresentação do programa, evidencia e enaltece os feitos do marido Presidente da República, tratando a programação da empresa pública como um boletim informativo das supostas bondades realizadas pelo atual mandatário do Poder Executivo Federal".

Segundo o vereador, a "Primeira-Dama e o Presidente Lula usam a EBC como folhetim de feitos do governo, desvirtuando completamente as competências da Empresa e ferindo mortalmente os limites da lei 11.652/2008".

Outro lado

Procurada pela reportagem, a EBC disse que ainda não foi oficialmente notificada da decisão. A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República ainda não se manifestou.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.