Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

'Linguagem machista e violenta', diz bancada feminina ao repudiar declarações de Ciro Gomes

O ex-senador afirmou que a senadora Janaína Farias seria 'assessora de assuntos de cama' do ministro da Educação

Brasília|Bruna Lima, do R7, em Brasília


Ciro Gomes atacou senadora com falas machistas
Ciro Gomes atacou senadora com falas machistas Marcelo Camargo/Agência Brasil

A bancada feminina do Senado protocolou nesta segunda-feira (8) uma proposta de voto de repúdio em razão das falas do ex-senador Ciro Gomes (PDT) contra a senadora Janaína Farias, segunda suplente que assumiu a cadeira de Camilo Santana, ex-governador do Ceará e atual ministro da Educação. Na manifestação, assinada por todas as senadoras atuais, a alegação é a de que Ciro usou de "linguagem machista, preconceituosa e violenta", representando "um retrocesso inaceitável às conquistas sociais e políticas alcançadas pelas mulheres". 

Em uma tentativa de atacar o opositor político Camilo Santana, Ciro referiu-se a Janaína como "assessora para assuntos de cama". As senadoras afirmam que "tal atitude viola os princípios de respeito e dignidade que deveriam nortear as relações humanas e profissionais, assim como constitui uma clara manifestação de violência política de gênero".

"Esses ataques são repugnantes e absolutamente inaceitáveis, refletindo uma postura pessoal de desvalorização das mulheres e uma resistência preocupante a participação feminina em espaços de poder e decisão", completam as parlamentares. 

O pedido de voto de repúdio foi feito junto ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). Além do movimento da bancada feminina, a Procuradoria da Mulher do Senado emitiu uma nota de repúdio às falas de Ciro. "Comportamentos como este precisam ser combatidos, investigados e punidos na forma da lei, porque se trata de uma das faces mais grotescas da violência contra a mulher, ofendendo sua honra e sua dignidade", diz a nota. 

O R7 tenta contato com a defesa de Ciro Gomes e o espaço segue aberto para manifestação. 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.