Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Lula negocia ministérios com partidos de centro e anuncia novos nomes nesta semana

Presidente eleito fez reuniões com MDB, PSD, União Brasil e Rede; PT ocupou boa parte das pastas já anunciadas

Brasília|Plínio Aguiar, do R7, em Brasília, e Renata Varandas, da Record TV

O presidente diplomado, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), durante evento
O presidente diplomado, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), durante evento O presidente diplomado, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), durante evento

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) articula para acomodar integrantes de partidos de centro na Esplanada dos Ministérios e deve anunciar nesta semana o nome dos futuros ministros. A nova lista vai contemplar as legendas que apoiaram o petista nas eleições deste ano.

Lula deve anunciar futuros ministros de ao menos quatro partidos: MDB, PSD, Rede e União Brasil. Há, ainda, 16 pastas cujos titulares não foram indicados. Lula divulgou 21 nomes até o momento e foi alvo de críticas pela falta de diversidade no primeiro escalão.

A principal dificuldade envolve a senadora Simone Tebet (MDB-MS) e a deputada federal eleita Marina Silva (Rede-SP). Lula passou os últimos dias em reuniões e deve se reunir novamente nesta segunda-feira (26) com integrantes dos dois partidos em busca de solução.

Lula deve indicar Marina para comandar novamente o Ministério do Meio Ambiente, de acordo com fontes ouvidas pela reportagem. A medida ocorre após a deputada federal eleita ter recusado o convite feito pelo petista, na sexta-feira (23), para ocupar o cargo de Autoridade Nacional de Segurança Climática.

Publicidade

Na reunião, Marina argumentou que a função, a ser criada pelo novo governo, precisa ser desempenhada por um técnico e não por alguém de perfil político. Diante do impasse, Lula chamou mais uma vez Tebet, com quem tinha conversado horas antes, na tentativa de encontrar uma saída.

O presidente eleito tinha a intenção de que as duas fizessem uma dobradinha, com Tebet no Meio Ambiente e Marina na Autoridade Climática. A proposta, inclusive, já tinha sido apresentada à senadora em outras duas ocasiões pela presidente do PT, Gleisi Hoffmann.

Publicidade

Tebet disse que só aceitaria a chefia do ministério se Marina concordasse em assumir a função de Autoridade Climática, o que não ocorreu. Até agora, não está definida a pasta que a senadora vai assumir. Durante voo de Brasília a São Paulo, Lula disse a ela que não poderia dispensar sua colaboração no governo.

Leia também

Uma das ideias é que Tebet fique com o Ministério das Cidades. No entanto, há outra dificuldade, pois a pasta foi prometida para a bancada do MDB na Câmara dos Deputados. Pelo Senado, o indicado do partido é o ex-governador de Alagoas Renan Filho, que chegou a ser cogitado para o Planejamento, mas que deve ficar com Transportes.

Publicidade

Outro impasse que envolve o MDB é com o deputado federal José Priante, indicado anteriormente para Cidades. Seu nome foi vetado por seu primo, o governador do Pará, Helder Barbalho.

Lula deve articular, ainda, espaço para o PSD e União Brasil. O primeiro partido estuda indicar o senador Alexandre Silveira (MG) e o deputado federal Pedro Paulo (RJ) para os ministérios da Infraestrutura ou Minas e Energia e do Turismo. A legenda pode conseguir outra pasta, caso seja confirmada a indicação do senador Carlos Fávaro para o Ministério da Agricultura.

Há também conversas com a Rede — nesse caso, a legenda é considerada para assumir a pasta dos Povos Originários. São cotadas as deputadas federais Joenia Wapichana e Sonia Guajajara.

Veja, abaixo, as listas dos ministros anunciados e das pastas cujos titulares ainda não foram divulgados:

Ministérios não indicados

Ministério das Comunicações

Ministério de Minas e Energia

Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar

Ministério do Esporte

Ministério do Meio Ambiente

Ministério do Planejamento e Orçamento

Ministério do Turismo

Ministério dos Povos Indígenas

Gabinete de Segurança Institucional

Secretaria de Comunicação Social

Ministério da Agricultura e Pecuária

Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional

Ministério da Pesca e Aquicultura

Ministério da Previdência Social

Ministério das Cidades

Ministério dos Transportes

Ministros anunciados

Alexandre Padilha - Ministério das Relações Institucionais

Márcio Macêdo - Secretaria-Geral da República

Nísia Trindade - Ministério da Saúde

Camilo Santana - Ministério da Educação

Márcio França - Ministério dos Portos e Aeroportos

Margareth Menezes - Ministério da Cultura

Luiz Marinho - Ministério do Trabalho

Anielle Franco - Ministério da Igualdade Racial

Silvio Almeida - Ministério dos Direitos Humanos

Geraldo Alckmin - Ministério da Indústria e Comércio

Luciana Santos - Ministério da Ciência e Tecnologia

Jorge Messias - Advocacia-Geral da União

Vinicius Marques de Carvalho - Controladoria-Geral da União

Esther Dwek - Ministério da Gestão

Aparecida Gonçalves - Ministério da Mulher

Wellington Dias - Ministério do Desenvolvimento Social

Fernando Haddad - Ministério da Fazenda

Rui Costa - Ministério da Casa Civil

Flávio Dino - Ministério da Justiça e Segurança Pública

José Múcio Monteiro - Minitério da Defesa

Mauro Vieira - Ministério das Relações Exteriores

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.