Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Lula visita navio-hospital no rio Tapajós e promete mais conectividade para telemedicina

Presidente diz querer ‘conectar o Brasil inteiro’ para que o SUS ofereça atendimento de qualidade a toda a população

Brasília|Augusto Fernandes, do R7, em Brasília


Lula quer 'conectar' o país na educação e saúde
Lula quer 'conectar' o país na educação e saúde

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) visitou nesta segunda-feira (7) o navio-hospital Escola Abaré, atracado no campus da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa). A embarcação tem estrutura para atendimento clínico e odontológico a comunidades ribeirinhas do rio Tapajós. Durante a visita, o chefe do Executivo falou em melhorar a conectividade do país para expandir os serviços de telemedicina.

“Nosso sonho é conectar o Brasil inteiro, tanto na educação quanto na saúde. É muito importante que a gente consiga fazer chegar ao nosso povo o que a gente tem de melhor na área da saúde e aos nossos estudantes o que a gente tem de melhor na área da educação. Vamos tentar fazer com que o Brasil inteiro possa se conversar, que as escolas possam se conversar, que os hospitais possam se conversar e que o SUS [Sistema Único de Saúde] possa dar um atendimento de primeiríssima qualidade a todos os brasileiros”, afirmou Lula.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

“Temos o desejo de garantir que a pessoa que more no lugar mais distante do Brasil possa receber, inclusive através da internet, uma assistência médica de primeiríssima qualidade, que o médico possa ajudar outro médico em outra localidade. Em qualquer lugar que as pessoas estiverem, a gente tem que dar atendimento de qualidade. O povo merece saúde de qualidade, educação de qualidade, emprego de qualidade, tudo de qualidade. Porque ninguém nasceu para gostar de coisa ruim. A gente nasceu para gostar de coisa boa”, completou.

Ainda nesta segunda, o presidente vai inaugurar uma infovia em Santarém (PA) que vai levar internet de banda larga para 3 milhões de pessoas em 11 municípios da região Norte, entre Santarém (PA) e Manaus (AM). O trecho tem 1.100 quilômetros de extensão. A internet é proveniente de um cabo de fibra óptica que foi implantado no leito dos rios amazônicos.

Publicidade

Segundo o governo federal, serão atendidas as cidades de Curuá, Óbidos, Oriximiná, Juruti e Terra Santa, no Pará, e Parintins, Urucurituba, Itacoatiara e Autazes, no Amazonas. Cada uma delas terá uma rede metropolitana própria, que vai levar internet a escolas, unidades de saúde e segurança e demais equipamentos públicos.

Com a melhoria da conectividade, o governo espera ampliar os serviços de telessaúde na região, ao facilitar a chegada da atenção especializada a locais de difícil acesso e alcançar as comunidades tradicionais e os povos originários. O Executivo prevê benefícios como agilidade nos laudos, acesso rápido a médicos especialistas e profissionais de saúde, aumento da capacidade de serviços, redução de custos para o Sistema Único de Saúde (SUS) e para a população vulnerável.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.