Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Ministério do Desenvolvimento libera R$ 10,2 milhões para ações da Defesa Civil em Porto Alegre

Portaria foi publicada nesta terça-feira, e o prazo para a transferência dos recursos será de 180 dias

Brasília|Rafaela Soares, do R7, em Brasília

Agentes da Defesa Civil em ação para ajudar Porto Alegre (Alex Rocha/ PMPA)

O Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional vai transferir R$ 10,2 milhões para a cidade de Porto Alegre (RS). A portaria que autoriza a transferência do valor foi publicada nesta terça-feira (11), no Diário Oficial da União, e também estabelece que o montante deve ser utilizado para subsidiar ações da Defesa Civil na região. A capital do estado foi uma das cidades mais atingidas pelos fortes temporais dos últimos meses. O prazo de execução é de 180 dias.

Veja mais

O sistema da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade mostra que 160.210 pessoas foram afetadas pelas enchentes, com os moradores dos bairros de Sarandi e Menino Deus sendo os mais impactados. Além disso, 45.970 empresas de Porto Alegre foram afetadas pelas fortes chuvas.

Painel da prefeitura mostra impacto das enchentes na cidade (Reprodução/ Prefeitura de Porto Alegre)

A Defesa Civil local tem ajudado a população com a distribuição de kits de limpeza e higiene, cestas básicas, cobertores e água potável. Além disso, os agentes trabalham na identificação de áreas de risco para possíveis deslizamentos de terras e novas inundações.

A prefeitura estipula que 25.065 famílias de baixa renda foram afetadas pelo fenômeno climático. Além disso, o governo local calcula de 11.702 PcDs (Pessoa com Deficiência) sofreram impactos com as enchentes, entre eles 4.438 moradores com alguma deficiência física e 2.455 moradores com baixa visão.

Famílias de baixa renda foram as mais afetadas (Reprodução/Prefeitura de Porto Alegre)

Impacto na casa dos bilhões

As empresas começaram a calcular os estragos provocados pelas chuvas no Rio Grande do Sul. Só no setor automotivo, o prejuízo é estimado em pelo menos R$ 1,5 bilhão com a perda de veículos e danos às lojas. Além disso, seguradoras estimam que 200 mil veículos da população gaúcha foram atingidos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.