Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Número de roubos em ônibus no DF cai 30,9% em 2023, na comparação com ano anterior

Samambaia é região com maior número de ocorrências, aponta levantamento do R7; número de casos caiu 71,1% em cinco anos

Brasília|Edis Henrique Peres, do R7, em Brasília

Roubos em coletivos caíram 71% desde 2019
Roubos em coletivos caíram 71% desde 2019 Roubos em coletivos caíram 71% desde 2019 (Tony Winston/Agência Brasília)

O Distrito Federal registrou uma queda de 30,9% nos casos de roubo a ônibus no ano passado em comparação a 2022. O número de ocorrências passou de 631 para 436, aponta levantamento exclusivo feito pelo R7 por meio da Lei de Acesso à Informação. Nos últimos cinco anos, a atuação de assaltantes em transportes coletivos da capital do país resultaram em 112 pessoas feridas, nove tentativas de latrocínio e duas mortes.

Os registros estão em queda desde 2019, quando foram registrados pela Polícia Civil 1.510 ocorrências. Comparando o ano passado com 2019, a redução foi de 71,1%. Em 2020 foram 888 crimes nos ônibus; em 2021, o número caiu para 616; e em 2022 houve 631 ocorrências. A Secretaria de Segurança Pública diz que ações estratégias de segurança são a razão da queda.

Veja o resultado do levantamento:

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

Assine a newsletter R7 em Ponto

O levantamento mostra que a maior taxa de incidência dessa modalidade de crime ocorre em Samambaia. Os casos representam quase um terço de todos os assaltos em coletivos desde 2019 (32,7%).

Publicidade

No acumulado desde 2019, Samambaia teve 1.333 roubos em ônibus, de um total de 4.071 crimes. Apenas no ano passado, foram 133 ocorrências em Samambaia. A região é seguida por Ceilândia, Estrutural, Recanto das Emas e Santa Maria (veja arte acima).

Violência

Em outubro do ano passado, a morte de um cobrador de 26 anos com um tiro na cabeça revoltou a população. O crime foi cometido por três jovens — de 17, 19 e 20 anos na época — que entraram no transporte público em uma parada próxima a um supermercado atacadista na DF 001.

Publicidade

Em 2019, um cadeirante de 57 anos foi morto em Sobradinho durante um assalto na DF-020. O homem reagiu e levou um tiro no peito dentro do ônibus que seguia de Planaltina para a Asa Sul. Havia cerca de 70 passageiros dentro do veículo.

Policiamento direcionado

Ao R7, a Polícia Militar do DF disse que “o 11º Batalhão passou a empregar policiamento direcionado especificamente para a prevenção de crimes relacionados ao transporte coletivo. Os policiais designados para essa função mantêm contato direto com rodoviários e usuários do sistema de transporte por meio de grupos no WhatsApp, proporcionando maior agilidade no atendimento de ocorrências”.

A Secretaria de Segurança Pública também reforçou a abordagem proativa contra os crimes no transporte coletivo. A pasta informou que “mapeia locais e horários de maior incidência”, o que “permite a implementação de ações preventivas direcionadas para cada região”.

A secretaria destacou que é importante a população registrar as ocorrências, para posibilitar mapeamento e identificação dos locais com maior incidência de cada crime. “Esses levantamentos desempenham um papel fundamental para a identificação e desarticulação de possíveis grupos especializados, por parte da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), além de contribuir significativamente na formulação de estratégias para o policiamento ostensivo da PMDF”, aponta.

Veja como denunciar:

- Denúncia online (veja aqui);

- E-mail: denuncia197@pcdf.df.gov.br;

- Telefone: 197, opção zero;

- WhatsApp: (61) 98626-1197.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.