Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Pessoas com problemas de saúde podem tirar carteira de identidade em casa no DF

Atendimento domiciliar é voltado para pessoas com déficit neurológico, acamadas, cadeirantes ou com diversas comorbidades

Brasília|Iasmim Albuquerque*, do R7, em Brasília

Cidadão deve preencher formulário da PCDF (Divulgação/Ministério da Gestão e Inovação)

Para pessoas que queiram solicitar a nova Carteira de Identidade mas têm dificuldade de locomoção por problemas de saúde, a Polícia Civil do Distrito Federal, por meio do Instituto de Identificação, realiza a confecção do documento em casa. De acordo com a corporação, 20 documentos de identidade foram emitidos em dois dias em uma instituição no Lago Sul, na última semana.

Veja mais

O atendimento domiciliar é voltado para pessoas com déficit neurológico, acamadas, cadeirantes ou com diversas comorbidades. Segundo a Polícia Civil, essas condições dificultam o deslocamento até as unidades de referência, o que exige um tempo maior para atendimento.

“O atendimento em casa ou hospital é oferecido a todos os cidadãos que, por motivo justificável, não possam se deslocar a uma das unidades da PCDF”, disse o chefe da Seção de Operações Papiloscópicas Externas, Robson Braz.

Nesta semana, a equipe do Instituto de Identificação se prepara para atender um instituto situado na região administrativa de Ceilândia.

Publicidade

Como solicitar

Para aqueles que necessitam do serviço, o cidadão deve preencher um requerimento por escrito no site da corporação ou apresentar uma carta com exposições de motivos, endereço para atendimento e telefone de contato remetido ao diretor do Instituto de Identificação da PCDF para deliberação.

A PCDF também disponibiliza informações adicionais sobre como solicitar a confecção de carteiras de identidade em domicílio. O atendimento é sujeito à capacidade operacional da seção.

Publicidade

Nova identidade

O novo modelo de identidade adota o CPF (Cadastro de Pessoa Física) como número do RG (Registro Geral). A primeira via do documento é gratuita, e os cidadãos com a identidade antiga têm até 2032 para tirar a nova documentação.

A validade varia de acordo com a faixa etária. Bebês e crianças de até 12 anos incompletos têm o prazo de cinco anos. Para pessoas dos 12 aos 60 anos, o documento tem validade de dez anos. Para aqueles com idade superior a 60, a validade do documento é indeterminada.

*Sob supervisão de Fausto Carneiro

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.