Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

PF desativa garimpo ilegal de manganês na Terra Indígena Kayapó, no Pará

Operação foi realizada nesta sexta; duas escavadeiras hidráulicas foram apreendidas e inutilizadas pelas equipes

Brasília|Do R7, em Brasília


PF desativa garimpo de manganês na Terra Indígena Kayapó
Operação da PF faz parte de decisão do STF PF/Divulgação - 05.07.

A Polícia Federal fechou nesta sexta-feira (5) um garimpo ilegal na Terra Indígena Kayapó, localizada em Cumaru do Norte, no Pará. Na operação, foram apreendidos e inutilizados duas escavadeiras hidráulicas, um motor, um britador, um caminhão e uma retroescavadeira.

Veja Mais

Dois trabalhadores foram encontrados e ouvidos no local, mas os demais fugiram para o mato. Os agentes colheram informações sobre os responsáveis, que serão investigados e responsabilizados pelos crimes ambientais.

As ações fazem parte dos preparativos para a desintrusão da Terra Indígena Kayapó, determinada pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Luis Roberto Barroso. A decisão do ministro foi tomada em novembro do ano passado e contempla também as Terras Indígenas Yanomami, Karipuna, Uru-Eu-Wau-Wau, Araribóia, Mundurucu e Trincheira Bacajá.

A decisão foi tomada no processo em que foi determinada, no início de 2023, a retirada de invasores dos territórios, como garimpeiros e madeireiros. No entendimento do ministro, as medidas são necessárias para proteger os indígenas.

“O plano das sete Terras é quase totalmente focado nas medidas de isolamento e expulsão dos invasores. Por se tratar de uma desintrusão, essas são medidas essenciais e que devem ser priorizadas. É importante que existam previsões específicas para o sufocamento de ocupações ilegais e a destruição de equipamentos utilizados, em particular, no garimpo, na criação de gado e na pesca”, escreveu Barroso na decisão.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.