Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

PF indicia cantor Sérgio Reis e deputado Zé Trovão por atos antidemocráticos

Corporação viu crimes praticados pelos dois pela convocação de manifestações para o Dia da Independência em 2021

Brasília|Gabriela Coelho, do R7, em BrasíliaOpens in new window


Sérgio Reis e Zé Trovão foram indiciados por três crimes Montagem - Antonio Cruz/Agência Brasil - 12.5.2015 e Mário Agra/Câmara dos Deputados - 3.7.2024

A Polícia Federal decidiu indiciar o cantor Sérgio Reis e o deputado federal Zé Trovão (PL-SC) por atos antidemocráticos realizados durante o feriado do Dia da Independência de 2021. A informação foi confirmada pelo R7. A corporação identificou três crimes cometidos por eles: associação criminosa, incitação ao crime e tentar impedir o livre exercício dos Poderes.

leia mais

Naquele ano, os dois divulgaram mensagens com ameaças a ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) e convocando a população para uma manifestação na Esplanada dos Ministérios no Sete de Setembro.

Em uma mensagem de áudio, Sérgio Reis afirmou que se não tirassem os ministros do Supremo em 30 dias, seria preciso “invadir, quebrar tudo e tirar os caras na marra”.

“Eles vão receber um documento assim: ‘vocês têm 72 horas para aprovar o voto impresso e para tirar todos os ministros do Supremo Tribunal Federal’. Não é um pedido, é uma ordem. Se, em 30 dias, não tirarem aqueles caras nós vamos invadir, quebrar tudo e tirar os caras na marra. Pronto. É assim que vai ser”, afirmou o cantor após uma reunião em Brasília realizada em agosto de 2021.

Publicidade

Após a repercussão da mensagem, o artista foi alvo de mandado de busca e apreensão pela Polícia Federal, autorizados pelo ministro do STF Alexandre de Moraes, em resposta a um pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República).

Zé Trovão chegou a ser preso em setembro de 2021 devido às ameaças. Pelas redes sociais, ele convocava manifestantes para o feriado com mensagens como: “Vamos lutar contra os desmandos da Justiça brasileira”, “a Justiça começa pela limpeza dos 11 ministros do STF” e “o Brasil será salvo no dia 7 de setembro”.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.