Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Polícia prende suspeitos de movimentar R$ 10 milhões com tráfico de drogas

Grupo teria arrecadado valor ao longo de dois anos; 19 mandados de prisão foram cumpridos nesta quinta

Brasília|Do R7, em Brasília


Apreensão de carro de luxo, pcdf, tráfico de drogas
Criminosos ostentavam vida de luxo PCDF/Divulgação - 27.06.

A Polícia Civil do Distrito Federal investiga um grupo criminoso suspeito de movimentar, em dois anos, R$ 10 milhões com tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. A corporação cumpriu 19 mandados de prisão temporária e 30 mandados de busca e apreensão na manhã desta quinta-feira (27). Os mandados foram cumpridos no Distrito Federal nas regiões administrativas de Gama, Paranoá, Ceilândia, Recanto das Emas e Asa Norte, e também em Valparaíso de Goiás (GO), Uberlândia (MG) e Maceió (AL), com apreensão de um carro de luxo.

Veja Mais

Segundo a investigação, o grupo tinha as tarefas de cada membro bem definidas, com diversos operadores financeiros para garantir que os valores obtidos com o tráfico não fossem rastreados.

Os policiais também apontam que o grupo criminoso aliciava jovens para atuarem como “mulas”, responsáveis por fazer o transporte interestadual das drogas. A associação ainda contava com pessoas laranjas que recebiam o dinheiro em contas e pulverizava o valor obtido no tráfico em diversas operações bancárias.

A droga era adquirida em São Paulo, no Rio de Janeiro e no Paraguai e trazida para o DF. Os membros do grupo se especializaram na distribuição de haxixe, uma espécie de resina extraída da maconha com alta concentração de THC, substâncias que vicia mais facilmente os fumantes.

Publicidade

De acordo com a Polícia Civil, eles também apostavam no transporte de pequenas cargas de droga, mas com muito valor agregado, para passar despercebidos na fiscalização.

O líder do grupo é um homem de 25 anos que atuava com a companheira, de mesma idade, que era operadora financeira do grupo. Outros integrantes eram responsáveis por distribuir a droga e negociá-la com os distribuidores e clientes, além de transportar as substâncias, armazená-las e escoltar a droga.

Os integrantes do grupo podem responder por organização criminosa, com penas de três a oito anos de prisão; tráfico de drogas, com pena de cinco a 15 anos; e lavagem de dinheiro, com pena de três a dez anos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.