Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Presidente da ANS confirma investigação sobre a Prevent

Paulo Rebello disse que a agência só ficou sabendo das denúncias contra a operadora pela CPI. ANS já detectou 'falhas operacionais'

Brasília|Isabella Macedo, do R7, em Brasília


Em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, nesta quarta-feira (6), o diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Paulo Rebello, afirmou que a agência só soube das denúncias contra a Prevent Senior por meio da comissão.

Segundo ele, a Prevent Senior está sendo investigada pela ANS desde que as denúncias vieram à tona. “A ANS teve conhecimento das graves acusações contidas no dossiê contra a Prevent Senior pela CPI. Tais situações nunca foram denunciadas diretamente à agência", disse Paulo Rebello.

O diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Paulo Rebello
O diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Paulo Rebello

O presidente da ANS confirmou que, após ele saber do dossiê com denúncias contra a Prevent, procedimentos administrativos foram tomados e identificaram “pontos sensíveis e indícios de falhas operacionais”. A Prevent será notificada pela ANS, mas o objetivo não é tirar a operadora do mercado, segundo Rebello.

Rebello detalhou que um técnico da agência passará a acompanhar a operadora diariamente. “Tem um relatório preliminar, um processo, um rito interno, dentro da agência. Vamos dar início à direção técnica, ou seja, enviando um diretor técnico para estar acompanhando diariamente os fluxos e os processos dentro da operadora em questão”, explicou.

Publicidade

Paulo Rebello foi convocado para prestar esclarecimentos à CPI sobre a atuação da ANS para fiscalizar os planos de saúde, especialmente a Prevent. Senadores do grupo majoritário da comissão avaliam que a agência não agiu de maneira preventiva na fiscalização de operadoras durante a pandemia, especialmente no caso da Prevent Senior, como ao não levar adiante denúncia de que um usuário da operadora recebeu em casa o chamado "kit Covid", composto de medicamentos sem eficácia comprovada contra a Covid-19, sem sequer ter passado por uma consulta médica.

Em nota, a Prevent Senior informou que ”as investigações técnicas da ANS são importantes para restabelecer a verdade dos fatos inverídicos levados à CPI. Todos os esclarementos estão sendo prestados à agência.”

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.