Folha Vitória Aumenta número acidentes de trânsito com morte no ES

Aumenta número acidentes de trânsito com morte no ES

Uma das explicações para este aumento está no crescimento das vendas online durante a pandemia e nas entregas de pedidos

Folha Vitória
Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A mortalidade nos acidentes de trânsito no Espírito Santo aumentou em 2021. Nos quatro primeiros meses do ano, os registros apresentaram um aumento de 3% se comparado com o mesmo período de 2020. 

Um desses graves acidentes aconteceu na Rodovia do Sol. Um entregador de lanches, conhecido como "Gordão",  morreu após ser atingido por um carro. Segundo testemunhas, o veículo estava em alta velocidade e era conduzido por um rapaz de 25 anos. A morte do jovem chegou a ser motivo de protestos em Vila Velha.

Em Cariacica, uma criança de um ano e duas mulheres morreram em um acidente de carro. O veículo capotou com oito pessoas dentro na BR-101. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o homem que conduzia o veículo não possuía carteira de habilitação.

Na rodovia Darly Santos, em Vila Velha, mais uma vítima no trânsito. A jovem Amanda Marques, de 20 anos, morreu após ser atingida por um carro. Ela estava na moto com o namorado Matheus José Silva.

Somente nos primeiros quatro meses deste ano, foram registrados 212 acidentes com morte. Em 2020, neste mesmo período, foram contabilizados 206 casos. Foram seis vítimas a mais. 

Para o especialista em mobilidade urbana Tarcísio Bahia, esse aumento de 3% dos casos possui duas explicações. Uma delas é o fato das pessoas estarem mais em casa devido à pandemia. Com isso é possível notar o crescimento das vendas online, sendo assim, motociclistas acabam se arriscando nas pistas para entregarem os pedidos cada vez mais rápido.

Outro fator aliado à imprudência, que ajuda nesse aumento de acidentes graves, é o número de carros circulando, pois as pessoas estão retomando as atividades gradualmente.

O especialista lembra ainda que muitas vítimas acabam ocupando leitos que poderiam ser usados para outro fim.

"Deve ser levado em consideração a ocupação de leitos nos hospitais no momento que deveria ser evitado, para poder privilegiar o combate à covid.  Então está voltando a ter uma série de internações nos hospitais de pessoas acidentadas no trânsito", explicou.

Na Grande Vitória, Cariacica foi o município que registrou o maior aumento: 57%. O número de acidentes saltou de sete para 11; em Vitória o aumento foi em 17%, aumentando os casos de seis para sete. Já as demais cidades, registraram queda no número de acidentes com morte. 

Vila Velha contabilizou nove acidentes de janeiro a abril, enquanto no ano passado foram 13, no mesmo período. Na Serra, o número reduziu de 18 acidentes com morte para 29. Uma queda de 38%.

Segundo este levantamento da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), sábado é o dia com maior registro de acidentes e as causas estão ligadas à alta velocidade.

"As vias urbanas são compartilhadas pelos ciclistas, pedestres e por outros usuários que precisam da sua colaboração, da sua responsabilidade. Então vamos prestar a atenção em todos esses fatores, pois somente assim a gente vai conseguir diminuir esses números", afirmou o capitão Anthony do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar.

* Com informações da repórter Jéssica Cardoso, da TV Vitória/Record TV.

Últimas