Folha Vitória Auxílio emergencial de Vitória será pago com um mês de atraso

Auxílio emergencial de Vitória será pago com um mês de atraso

Município atribuiu atraso à necessidade de análise de potenciais beneficiários e prazo do banco para entregar cartões que serão distribuídos aos contemplados

Folha Vitória
Foto: arquivo
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A primeira parcela do auxílio emergencial de Vitória será paga no dia 10 de maio, com um mês de atraso. Após a Câmara da Capital sancionar projeto de lei sobre o assunto, no dia 24 de março, a prefeitura tinha anunciado que o pagamento seria feito no início de abril, mas o prazo não foi cumprido. 

O município explicou que o atraso ocorreu porque foi necessário analisar a lista de potenciais beneficiários para evitar que o auxílio seja pago a famílias que já recebem algum outro tipo de benefício emergencial. O trabalho foi realizado em parceria com a Superintendência Regional da Controladoria Geral da União (CGU) e a Secretaria Estadual de Controle e Transparência (Secont). 

"Em um momento de grave crise sanitária e com a limitação de recursos vivida por todos os entes, a coordenação de esforços dos órgãos de controle tem o poder de ampliar o alcance da política pública, aumentando o atendimento à população", informou por nota. O município também justificou que a instituição bancária precisa de um prazo de 15 dias para confeccionar o cartão que será entregue ao beneficiário e criar as contas. 

A prefeitura não informou se, depois dessa análise, houve mudanças no número de famílias que receberão o benefício. 

Auxílio

O valor inicialmente proposto pela prefeitura, de R$ 200 em duas parcelas, foi acrescido em R$ 100 graças à devolução ao município de R$ 238 mil, decorrente de economia gerada pela Câmara Municipal de Vitória. 

Com isso, no dia de 24 de março, a Câmara aprovou o auxílio de R$ 500 para mais de duas mil famílias de Vitória inscritas no CadÚnico e com renda de até meio salário mínimo por membro da família. O benefício será pago em duas parcelas.

Últimas