Folha Vitória Com águas 'dançantes' e pet park, Parque da Prainha deve ser entregue em novembro

Com águas 'dançantes' e pet park, Parque da Prainha deve ser entregue em novembro

O local contará com novas atrações para visitantes, moradores e turistas, além de melhorias na infraestrutura para realização de grandes...

Folha Vitória
Foto: Reprodução/ Prefeitura de Vila Velha
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

As obras de revitalização do Parque da Prainha, em Vila Velha, anunciadas no início deste ano, já começaram. Conforme previsto, a reforma teve início após a realização da Festa da Penha, que tem o local como principal centro de eventos.

Pelo cronograma da obra, o trabalho deve ser concluído apenas em fevereiro de 2024. No entanto, o prefeito de Vila Velha, Arnaldinho Borgo, informou na manhã desta quinta-feira (4), durante uma coletiva, que pretende inaugurar o espaço em novembro, para que seja possível realizar a montagem da Vila de Natal.

>> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe do nosso grupo de notícias no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

"Já começou a reforma e a previsão é de 10 meses para a conclusão. Mas temos a vontade de entregar ela em novembro, para montarmos a Vila de Natal, já tradicional em nossa cidade", afirmou.

Borgo ainda relembrou alguns detalhes do local, que contará com novas atrações para visitantes, moradores e turistas, além de melhorias na infraestrutura para realização de grandes eventos.

"Teremos pista de caminhada, bicicleta compartilhada, banheiro de alvenaria para acolher quem usa e para os nossos romeiros, visitantes e turistas que estão ali naquele local. Teremos uma área de food-truck e economia solidária, academia da melhor idade, pet-park, espaço para as crianças, com águas 'dançantes' que saem do chão. Também teremos uma orla, que hoje nós não temos, que é um calçadão para contemplação do mar e da Terceira Ponte", detalhou.

Leia também: Investimento de R$ 430 milhões da Nestlé no ES deve gerar mil vagas de emprego

O investimento, com recursos próprios e do Governo do Estado, é de R$ 10.296.311,64. As obras vão abarcar um espaço de 32.799,60 m² e serão divididas em duas partes. A primeira vai ocorrer em toda a área não ocupada da Prainha, ou seja, a parte onde não há construções atualmente.

A segunda parte das intervenções contemplará a área gastronômica e a colônia de pesca que funciona no local. Essa segunda parte será ainda debatida com os profissionais que atuam na região.

Últimas