Folha Vitória Confira como será o retorno presencial das aulas no ES

Confira como será o retorno presencial das aulas no ES

Na rede estadual de ensino será obrigatória a presença dos estudantes em sala de aula, com divisão de turmas maiores em dois grupos para evitar aglomeração

Folha Vitória
Foto: Divulgação/ Prefeitura de Vitória/ Diego Alves
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Após quase um ano e meio entre idas e vindas das aulas presenciais no Espírito Santo, em decorrência da covid-19, os 78 municípios do Estado se preparam para o retorno dos alunos ao ambiente escolar nesta segunda-feira (26). 

Na rede estadual de ensino será obrigatória a presença dos estudantes em sala de aula, com divisão de turmas maiores em dois grupos para evitar aglomeração.

Aluno que faltar irá levar falta 

O revezamento da frequência desses estudantes passará a ser feito com alternância a cada dia e não mais semanalmente como vinha acontecendo. Quem não for à escola no dia determinado, levará falta. Algumas prefeituras informam que irão aderir ao formato do Estado, bem como a rede particular.

Leia mais: Como vão funcionar as aulas nas cidades da Grande Vitória

Retorno nos municípios da Grande Vitória

Vitória

A mudança, na rede municipal de Vitória, será o modelo de revezamento, a partir desta segunda-feira (26): um grupo de estudantes estará nas salas de aula às segundas, quartas e sextas-feiras e o outro grupo, às terças e quintas. Na semana seguinte, há a inversão. O revezamento entre as turmas "azul" e "laranja" será diário.

A novidade será colocada em prática para as crianças da Educação Infantil e os estudantes do Ensino Fundamental. Na Educação de Jovens e Adultos (EJA) não há turmas com revezamento.

Entenda o revezamento

Semana 26 a 30 de julho
· Segunda, quarta e sexta-feira: grupo azul na escola
· Terça e quinta-feira: grupo laranja na escola
Semana 2 a 6 de agosto
· Segunda, quarta e sexta-feira: grupo laranja na escola
· Terça e quinta-feira: grupo azul na escola

A Secretaria de Educação de Vitória (Seme) disse que, na rede municipal de ensino, já há uma adesão de 85% ao retorno presencial de crianças e estudantes entre os grupos que estão nas salas de aula (5 e 6 da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos).

Os estudantes que precisam continuar sendo atendidos pelo ensino remoto emergencial podem continuar a fazê-lo. Eles têm acesso a conteúdos e atividades por meio da plataforma AprendeVix e outros meios tecnológicos utilizados pelas unidades de ensino ou por meio dos roteiros de estudo impressos e kits pedagógicos retirados nas escolas pelas famílias.

O segundo semestre, na rede municipal de Vitória, começou na última terça-feira (20), para os mesmos grupos que já estavam frequentando as escolas no semestre anterior: na Educação Infantil, grupos 5 e 6; estudantes do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental e estudantes dos 1º e 2º segmento da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

No próximo dia 2 de agosto, Vitória retorna com os grupos 3 e 4 anos aos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmei).

Vila Velha 

A Prefeitura de Vila Velha, por meio da Secretaria Municipal de Educação, informou que o ensino nas unidades municipais continuará no formato híbrido, com aulas remotas e presenciais para os alunos da Educação Infantil (4 e 5 anos), Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA). 

No retorno das aulas presenciais, em junho, os responsáveis puderam optar pela presença ou não do aluno em sala de aula, em termo de compromisso disponibilizado nas unidades de ensino, com a possibilidade do aluno permanecer apenas no remoto. 

As escolas seguem todos os protocolos e possuem termômetros para aferir a temperatura, máscaras, álcool em gel, demarcações nos ambientes de sala sinalizando o distanciamento, além de cartazes informativos sobre o enfrentamento à covid-19, em todo o ambiente escolar.

A PMVV disse ainda que estuda os diversos cenários e possibilidades para avançamos no ensino da rede municipal de Vila Velha.

Serra 

A Secretaria de Educação da Serra destacou que 100% dos profissionais da educação de todos os segmentos e os terceirizados, da rede municipal, já estão vacinados com a 1º dose. 

Na Serra, a presença dos alunos na sala de aula, bem como o registro de faltas será obrigatório a partir do dia 02 de agosto. As unidades foram adaptadas, inclusive com obras para ampliar ventilação, banheiros, lavatórios, instalação de totens de álcool em gel, aferição de temperatura e distanciamento entre as carteiras, entre outras medidas.

Cariacica 

A Secretaria de Educação (Seme) definiu que a partir do dia 10 de agosto será obrigatório o retorno de todos os alunos da rede municipal às aulas presenciais. O sistema se manterá na forma híbrida. 

Às segundas-feiras todos os estudantes terão aulas on-line. Nos demais dias da semana haverá revezamento, com metade dos alunos realizando aulas presencias às terças e quartas, e a outra metade às quintas e sextas. 

Todas as escolas estão sinalizadas e há orientação do corpo docente para que os estudantes mantenham um distanciamento mínimo de 1,5m. Todos os alunos e professores recebem máscaras e há aferição de temperatura na entrada e álcool 70% à disposição de todos que estiverem no interior das escolas.

Para dar suporte aos alunos nas aulas remotas, a Seme conta com o Centro de Mídias da Educação de Cariacica (Cemec), um projeto pioneiro em uma rede pública de ensino do Espírito Santo. Através dele, os 48 mil estudantes matriculados na rede municipal de Educação de Cariacica podem sintonizar a TV aberta e assistir às aulas exclusivas, elaboradas pelos professores da rede municipal. Os alunos podem contar, ainda, com o aplicativo #deveremcasa, que é gratuito e auxilia nos estudos.

Alunos com comorbidades poderão continuar remotamente 

A exceção do retorno presencial será apenas para alunos com comorbidades. As famílias deverão apresentar laudo médico e, após análise do corpo docente, poderão ser liberados para realizar atividades somente de forma remota.

Rede privada 

O Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Espírito Santo (Sinepe-ES), foi questionado sobre a adesão ou não do formato sugerido pelo Governo do Estado. Assim que responderem, a matéria será atualizada.  

Últimas