Folha Vitória Crítico das dancinhas foi carrasco do Palmeiras e encerrou carreira de pai de Haaland com falta violenta

Crítico das dancinhas foi carrasco do Palmeiras e encerrou carreira de pai de Haaland com falta violenta

Roy Keane é uma lenda do Manchester United, mas ganhou fama pelo jeito polêmico e muito violento em campo

Folha Vitória
Foto: Reprodução / Youtube
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Após a vitória do Brasil contra a Coreia do Sul, por 4 a 1, nas oitavas de final da Copa do Mundo, nesta segunda-feira (5), as dancinhas dos jogadores brasileiros na celebração dos gols repercutiram e não foram bem-vistas na Europa, mais especificamente na Inglaterra.

>> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe do nosso grupo de notícias no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

Roy Keane, lenda do Manchester United e comentarista de um canal de televisão britânico, criticou as comemorações da Seleção Brasileira e foi muito questionado por internautas do Brasil.

"Eu não consigo acreditar no que vejo. Nunca vi tanta dança. Eu sei que tem o ponto da cultura, mas acho realmente desrespeitoso com o adversário. São quatro (gols), e eles fazem toda vez. A primeira dancinha ou seja lá o que façam, tudo bem. E então o técnico se envolve. Não fico feliz com isso. Não acho isso nada bom", disse Keane.

Na saída de campo, Raphinha rebateu as críticas. "O problema é de quem não gosta, porque vamos continuar fazendo". Mas, afinal, quem é Roy Keane?

>> Treino da seleção brasileira tem Alex Sandro no gramado e Neymar de chinelo

Lenda do Manchester United

Roy Keane chegou aos Red Devils na temporada de 1993–1994 e permaneceu até 2005. Ao longo dos anos em que ficou em Manchester, o volante se tornou referência e conseguiu sete títulos nacionais, quatro taças da Inglaterra e a Liga dos Campeões de 1998–1999, além de ter sido capitão do time inglês de 1997 a 2005.

Apesar de toda a idolatria, o homem jogou fora sua história e saiu brigado com Alex Fegurson, o maior técnico da história do Manchester United. O jogador chegou a criticar publicamente o treinador e seus companheiros após uma seca de títulos dos Red Devils, e acabou não renovando seu contrato com a equipe.

>> Marrocos segura a Espanha, vence nos pênaltis e faz história na Copa do Mundo

Dispensado da Copa de 2002

Outra polêmica de Keane aconteceu a um mês da Copa do Mundo de 2002. O volante teve uma briga pública com o treinador da Irlanda, Mick McCarthy, em que teria feito críticas às instalações de preparação irlandesas. 

Na discussão, o técnico acusou o jogador de simular uma lesão na repescagem contra o Irã, e Keane, que não gostou nada da acusação, xingou McCarthy.

Pouco depois, o capitão irlandês pediu dispensa da seleção e não esteve presente no Mundial, onde o time acabou, posteriormente, vencido pelo Brasil de Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho e companhia.

>> Rumo ao hexa, Brasil pode ter embate com maior rival histórico na semifinal da Copa do Mundo

Entrada criminosa no pai de Haaland

Em 2001, Roy Keane foi o responsável pelo fim precoce da carreira de Alf-Inge Haaland, pai de Erling Haaland, estrela do Manchester City. 

Keane e Haaland tinham uma rixa pública desde que o norueguês acusou o volante do Manchester United de fingir uma lesão em 1997, quando, na verdade, o irlandês havia rompido o ligamento do joelho.

Quatro anos depois, os dois se reencontraram em campo no clássico entre Manchester City e Manchester United. Na partida, Keane deu uma entrada violentíssima, na altura do joelho de Alf-Inge Haaland, que o tirou imediatamente da partida.

>> Richarlison se emociona em encontro com Ronaldo e ensina a dança do pombo para o ídolo

Em 2003, por conta das consequências da lesão, Haaland pai teve que encerrar a carreira de jogador. Até hoje, Keane não pediu desculpas e diz não se arrepender.

Carrasco do Palmeiras

Em 1999, Roy Keane fez o gol que tirou o título mundial do Palmeiras. O Manchester United, vencedor da Liga dos Campeões daquele ano, enfrentou o Alviverde, campeão da Libertadores. Depois da falha do goleiro Marcos, Keane apareceu no segundo pau e só teve o trabalho de empurrar para dentro da rede e marcar o gol do título do time inglês.

Últimas