Folha Vitória Entenda porque pessoas com problemas cardíacos devem se vacinar contra a covid-19

Entenda porque pessoas com problemas cardíacos devem se vacinar contra a covid-19

Caso pessoas cardiopatas tenham o pulmão comprometido em virtude da covid-19, os problemas cardiovasculares podem evoluir para uma forma ainda mais grave

Folha Vitória
Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O período de vacinação contra a covid-19 é uma época bastante esperada. A separação por faixa etária faz com que pessoas fiquem ainda mais ansiosas para que sejam completamente imunizadas contra o vírus. Apesar da grande importância da vacina, ainda é possível encontrar pessoas que resistem e, seja por medo ou dúvida, negam a proteção. Mas existe um grupo que não pode se dar ao luxo da dúvida e deve se vacinar assim que estiver no grupo contemplado: os cardiopatas.

Vale lembrar que, de acordo com o Ministério da Saúde 31,5% dos óbitos no Brasil são provocados por doenças cardiovasculares (DCVs), tornando-se esta a primeira causa de morte entre a população brasileira.

A doença cardiovascular mata, por ano, 7,6 milhões de pessoas no mundo todo, devido às suas complicações como AVC, infarto, entre outras. A cardiologista Kátia Vasconcellos reforça a importância da vacina para este grupo prioritário e para isso, elencou alguns pontos que devem ser levados em consideração a respeito de pessoas com este diagnóstico. Veja abaixo:

1) Por que os cardiopatas estão contemplados no grupo de risco para a Covid-19?

Porque pessoas com problemas cardiovasculares ou do coração tem maior probabilidade de evoluir para as formas graves da doença, no pior dos cenários à Síndrome da Insuficiência Respiratória Aguda. Por exemplo, suponha que uma pessoa já tenha doença cardíaca ativa e agora tem o seu pulmão comprometido pela Covid, essa combinação contribui para a má evolução da doença, além do risco de descompensar a doença cardíaca até então controlada, podendo evoluir para formas mais graves de doenças cardíacas também.

2) Pessoas com doenças cardiológicas podem tomar a vacina ou há riscos?

Eles devem tomar a vacina! Por vários motivos, o principal deles é que doenças cardíacas são fatores de risco para a Covid-19, portanto é fundamental que esses pacientes se vacinem. As vacinas contra a Covid-19, que fazem parte do plano nacional de imunização, foram avaliadas pelas autoridades sanitárias, são seguras e eficazes para a população em geral e inclusive para os cardiopatas.

3) Alguma das doenças do coração pode ser de risco caso seja administrada a vacina?

Do ponto de vista cardiológico, não! Tanto pacientes hipertensos, que fizeram cirurgia cardíaca, tiveram infarto, que tem arritmias não tem contra indicação.

4) A doença cardíaca quando descompensada pela Covid-19 pode evoluir. Como pode ser essa evolução da doença?

Esses pacientes podem desenvolver miocardite, que é uma inflamação da musculatura do coração, outros podem apresentar insuficiência cardíaca e ainda pode acontecer a piora ou o descontrole da doença pré-existentes como doenças isquêmicas cardíacas, e até piora de algumas arritmias cardíacas.

5) Além da vacinação e do cuidado com o isolamento, esses pacientes podem adotar algum cuidado preventivo ou que possa diminuir a gravidade da covid-19?

O mais importante é que esses pacientes evitem ao máximo contrair essa doença. A vacinação para este grupo está prevista, até o momento, para ter início em junho, na fase três da vacinação. É extremamente importante que esses pacientes mantenham o acompanhamento médico, o uso de todas as medicações prescritas de uso contínuo para que a doença cardíaca se mantenha controlada. Os cuidados preventivos devem ser redobrados. As orientações são as mesmas: evitar aglomerações, sair de casa somente em caso de real necessidade, lavar bem as mãos com água e sabão e usar álcool em gel, recomenda.

Últimas