Folha Vitória Erasmo Carlos: último show do "Tremendão" no ES foi em setembro de 2022

Erasmo Carlos: último show do "Tremendão" no ES foi em setembro de 2022

O "Tremendão" teve em um capixaba seu maior parceiro criativo em mais de 60 anos de carreira: o cachoeirense Roberto Carlos

Folha Vitória
Foto: Instagram | @erasmocarlosbr
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um dos maiores nomes da música brasileira de todos os tempos, Erasmo Carlos, que faleceu nesta terça (22), uma data um tanto simbólica, por representar o Dia do Músico, tinha uma relação indissociável com o Espírito Santo. 

Ainda que um tijuquense orgulhoso, o Tremendão teve em um capixaba seu maior parceiro criativo em mais de 60 anos de carreira: o cachoeirense Roberto Carlos, que por aqui dispensa apresentações.

> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas pelo WhatsApp? Clique aqui e participe do nosso grupo de notícias!

Além do rei, Erasmo era também um grande amigo e admirador de outro importante músico e poeta originário do Espírito Santo, várias vezes botando o bloco na rua e realizando versões de Sérgio Sampaio.

E não apenas no passado vivia adoração do Gigante Gentil pelo Espírito Santo. Em 24 de setembro, se apresentou gratuitamente no festival "Tenda Lab", no Parque da Prainha em Vila Velha.

Na época, ele excursionava o país com o show "O Futuro Pertence a... Jovem Guarda", apresentando canções clássicas do movimento que o consagrou como artista nos anos 1960.

LEIA TAMBÉM: >> “Tremendão”: relembre cinco grandes sucessos de Erasmo Carlos que marcaram gerações

Pelas redes sociais, o cantor celebrou a participação no evento e o descreveu como uma alegria inenarrável. "Alegria Inenarrável pisar no palco de um festival tão lindo como Tenda Lab neste último fim de semana." Erasmo ainda elogiou o público e disse se considerar um compositor feliz fazendo o que ama "Eu e a banda curtimos demais a energia da galera cantando com a gente", disse. Veja o post completo:

Em sua extensa carreira, Erasmo lançou 29 discos de estúdio, rendendo um catálogo de mais de 600 músicas, o último deles, "O futuro pertence à... Jovem Guarda" levou para a casa o prêmio de Melhor Álbum de Rock ou Música Alternativa em Língua Portuguesa na 23° Edição do Grammy Latino, que aconteceu há cinco dias, em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Pelas redes sociais, o cantor e compositor capixaba Silva, homenageou Erasmo em um story com a canção "Gente Aberta", clássico do músico carioca. Erasmo Carlos morreu aos 81 anos e deixa para trás uma extensa carreira na música, cinema e literatura.

*Texto do repórter Guilherme Lage, do Folha Vitória

Últimas