Folha Vitória Estoque de leite materno está abaixo do ideal; entenda como deve ser feita a doação

Estoque de leite materno está abaixo do ideal; entenda como deve ser feita a doação

'Fique em casa, mas não deixe de doar' diz enfermeira; bancos de leite já registram queda das doações em 50%

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A Campanha Agosto Dourado está chegando ao fim. Mas, a sua importância não deve ser esquecida. O aleitamento materno reduz em 13% a mortalidade de crianças até os cinco anos de idade. Além disso, evita diarreia e infecções respiratórias, diminui o risco de alergias, diabetes, colesterol alto e hipertensão, além de proporcionar melhor nutrição e reduzir as chances de obesidade.

Contudo, no Espírito Santo, os estoques dos bancos de leite materno estão sendo afetados pela pandemia do novo coronavírus. Devido o isolamento social, os bancos já apresentam queda de 50% pela falta de doação e, segundo a enfermeira Reneida Carvalho para doar não é preciso sair de casa. “As mães estão preocupadas de virem ao setor, por causa do Coronavírus. Mas, não é necessário vir. Podemos ir buscar em domicilio com nossa Unidade móvel”, destacou a enfermeira do Hospital Evangélico.

Foto: Divulgação/ Sesa
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O Hospital Estadual Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves (Himaba), em Vila Velha, também segue o mesmo protocolo e os profissionais de coleta podem ir à residência da lactante uma vez por semana, em dia e horário agendados. Ambos hospitais estão disponíveis para esclarecimento e informações por telefone.

"As mães podem ficar tranquilas, a coleta em casa está obedecendo às medidas de higiene e proteção previstas pelas autoridades sanitárias, e reforçada pelas normas técnicas e de procedimento da rede BLH Brasil, além dos cuidados habituais de higienização das mãos com álcool a 70% e a troca de luvas a cada coleta. Além disso, a mãe não precisa entregar o leite ao agente coletor. Pode pedir para que outra pessoa faça isso”, ressalva Reneida Carvalho.

No Himaba, toda mãe que chegar ao Banco de Leite será questionada sobre sintomas respiratórios e observada sobre sinais de quadro respiratório. As sintomáticas serão atendidas desde que usem máscara durante todo o atendimento, que será o mais breve possível, visando ao retorno da paciente ao isolamento social e a proteção da equipe. O local de atendimento será higienizado logo após a saída da paciente.

A responsável técnica pelo Banco de Leite do Himaba, Angélica Carvalho, explica que todas as evidências até o momento demonstram que o SARS-COV-2 não é transmitido pelo leite humano. “Nesse momento que precisamos manter o isolamento social, temos um grande desafio para manter o abastecimento do leite humano para as crianças da Utin. Fazemos um apelo para que as mães que puderem doar, continuem doando. Se a mãe tiver com sintomas respiratórios e com dificuldade para amamentar, pode nos ligar também. A gente vai tentar ajudar e orientar pelo telefone”, afirmou.

Sobre o aleitamento 

Para a pediatra Patrícia Rezende, do Grupo Prontobaby, embora nem toda mãe consiga amamentar, é papel da sociedade apoiar esse ato. “Com certeza, você já ouviu o relato de alguma mãe que ficou constrangida ao amamentar em público. O preconceito e a desinformação da sociedade são recorrentes, mas a população precisa entender que esse é um ato natural e de muito amor. O leite materno e sua livre demanda são essenciais, principalmente nos primeiros meses de vida”, explica.

>> Dúvidas respondidas pela pediatra Patrícia Rezende

O que é amamentar em livre demanda? Amamentar em livre demanda significa amamentar a criança sem nenhum tempo determinado e sem a utilização de bico artificial.

Qual é a importância da amamentação exclusiva até os seis meses de idade?Os estudos mostram que aqueles que receberam amamentação exclusiva até os seis meses de idade possuem maior proteção contra infecções, como diarreia, pneumonia e otite, como também desenvolvem uma melhor arcada dentária.

Alguma doença pode ser prevenida com o leite materno? Qual? A amamentação ajuda a prevenir a obesidade, diabetes e hipertensão, além das doenças infecciosas, como diarreia, pneumonia e otite. A amamentação também promove uma melhor flora intestinal, o que está ligado à prevenção de várias doenças.

Toda mãe consegue amamentar? Não, não é toda mãe que consegue, mas é papel do pediatra e da sociedade apoiar e investir na amamentação para que, assim, a mulher consiga tentar amamentar sem julgamentos e ter apoio durante as dificuldades na amamentação.

É verdade que o colostro é considerado a primeira vacina do bebê? Por quê?Sim, o colostro (primeiro leite materno) é a primeira vacina do bebê, pois ele é rico em anticorpos. A imunidade do bebê ainda está em formação e a amamentação exclusiva até os seis meses promove essa imunização passiva como se fosse uma vacina no bebê.

Quais os benefícios o ato de sugar traz para a arcada dentária, fala e respiração do bebê? Todo bebê nasce com uma discreta retrognatia (um tipo de má oclusão maxilar causada pela posição mais posterior da mandíbula). A amamentação promove uma série de movimentos na mandíbula, projetando-a para frente e trabalhando a musculatura para que a mandíbula deixe de ter essa retrognatia, resultando em uma melhor arcada. Diferente do movimento realizado na mamadeira, que é somente pra cima e pra baixo, ordenhar o seio materno é um ato complexo. Isso, ao longo do tempo, vai tonificar melhor essa musculatura orofacial, trazendo benefícios para a arcada dentária e a fala.

Leite Materno

O leite materno é uma fonte completa de alimentação para os bebês contendo todos os nutrientes necessários. Previne muitas doenças além de fortalecer o vínculo mãe e filho. Porém, os benefícios não são exclusivos para os bebês. Amamentar também é bom para a mamãe, pois ajuda na perda de peso, na volta do útero ao tamanho normal, e, também, previne o câncer de ovário e mama.

O que todos precisam saber sobre doação de leite

- Toda mulher que amamenta é uma possível doadora de leite materno.

- Cada pote de 300ml de leite humano pode ajudar até 10 recém-nascidos por dia

- O pote não precisa estar cheio para ser levado ao Banco de Leite Humano

- A amamentação é a forma de proteção mais econômica e eficaz para redução da mortalidade infantil

- A amamentação também traz vários benefícios à saúde da mulher, como a redução das chances de desenvolver câncer de mama, útero e ovário.

- Estima-se que o aleitamento materno seja capaz de diminuir em até 13% a morte de crianças menores de 5 anos em todo o mundo por causas preveníveis.

- Nenhuma outra estratégia isolada alcança o impacto que a amamentação tem na redução das mortes de crianças nessa faixa etária.

Serviço

Aquelas mães que quiserem salvar vidas e atender ao apelo da enfermeira Reneida e do Banco de Leite Humano do Hospital Evangélico, devem ligar (28)3526-6199 para obter todas as informações e orientações.

Para doar no Himaba, basta a mãe estar em fase de amamentação, o bebê em aleitamento exclusivo, e entrar em contato pelo telefone (27) 3636-3151, com a equipe do Banco de Leite Humano, que dará todas as orientações sobre os procedimentos para a coleta e armazenamento do leite.

“Os tempos são difíceis, as coisas estão desafiadoras, mas nesse momento precisamos também dessa união, colaboração e parceria de toda a sociedade. O Banco de Leite do Himaba vai estar à disposição para quem precisar de ajuda, mas priorizem o atendimento por telefone, isso vai ajudar a diminuir a circulação desse vírus”, pontuou Angélica.

Últimas