Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

Falta de água na Serra completa uma semana e Cesan pede desculpa a moradores

Além do incômodo, em alguns casos até mesmo a fonte de renda de alguns moradores fica comprometida

Folha Vitória

Folha Vitória|Do R7

Folha Vitória
Folha Vitória Folha Vitória

Uma semana sem água. Essa é a realidade de moradores de diferentes bairros da Serra. Em entrevista nesta segunda-feira (8), o diretor-presidente da Companhia Espírito-santense de Saneamento (Cesan), Munir Abud, chegou a pedir desculpas aos moradores pela situação, porém em nota, a organização não apresentou data para a normalização.

"Eu queria aproveitar e pedir desculpas em nome da Companhia Espírito-santense de Saneamento ao transtorno ocasionado aos moradores do município da Serra. Mas gostaria de dizer para você, da Serra, que a Cesan não está de braços cruzados. Nós estamos investindo como nunca para resolver os problemas de abastecimento no Estado do Espírito Santo. No município da Serra, nós estamos ampliando a Estação de Tratamento (ETA5) de Carapina, para que ela possa solucionar esses problemas", disse Munir Abud.

Na última terça-feira (2), a Cesan anunciou uma manutenção emergencial que iria interromper o fornecimento de água em 144 bairros das cidades de Serra, Vitória e Fundão seriam impactados.

>> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe da nossa comunidade no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

Publicidade

Porém, apesar do número de bairros, a companhia não divulgou o motivo da manutenção, nem mesmo o prazo para a finalização do serviço, o que deixou cidadãos preocupados.

>> Moradores da Serra relatam falta d'água há quatro dias

Publicidade

A moradora Maria Macedo relatou que está sem água desde o início da manhã de segunda-feira (8). Segundo ela, não houve avisos para que se programassem.

"Já liguei, mas disseram que o problema acontece por conta da falta de energia em Santa Maria. Queria saber o que tem a ver isso com a falta de água aqui", disse.

Publicidade

Na lista de prejudicados também está a confeiteira Ana Nogueira, moradora do bairro Barcelona. Em entrevista à reportagem do Folha Vitória, ela contou que antes mesmo do anúncio da Cesan, a água já não saía mais da torneira.

"Desde segunda-feira a água tem faltado. Ela acaba de noite, mas de manhã não tem mais. Eu moro no final da rua e está desse jeito, meus vizinhos que moram no começo da rua a água nem chega", contou a moradora.

Na quinta-feira (4), questionada pela reportagem sobre o tempo decorrido sem água nos bairros da Serra, a Cesan respondeu, em nota, que o serviço de manutenção emergencial foi concluído e que o abastecimento de água seria feito de forma gradativa, primeiro nos imóveis situados nas áreas baixas e próximas às estações de bombeamento e em seguida nas áreas mais altas e nas extremidades das redes.

Confira a nota na íntegra

O diretor Operacional da Cesan, Thiago José Gonçalves Furtado, informa que a manutenção emergencial foi concluída. O abastecimento de água foi retomado e será gradativamente normalizado primeiro nos imóveis nas áreas mais baixas e próximas às estações de bombeamento e em seguida nas áreas mais altas e nas extremidades das redes. Caminhões-pipa estão complementando o abastecimento, basta o morador acionar a Cesan pelo telefone 115. A chamada é gratuita a qualquer hora do dia ou da noite.

A manutenção emergencial foi realizada em função da elevada turbidez na água do Rio Santa Maria da Vitória. A Cesan está realizando investimentos de R$ 61,5 milhões na melhoria tecnológica e ampliação da estação de tratamento para evitar que a turbidez na água do rio Santa Maria da Vitória prejudique o abastecimento.

O que diz a Cesan sobre a continuidade do problema?

Porém, apesar da nota informando a conclusão do serviço e o retorno do abastecimento de água, o problema ainda persistiu em algumas regiões. 

A reportagem do Folha Vitória procurou a Cesan em busca de um novo posicionamento nesta segunda-feira e, em nota, a companhia respondeu que está trabalhando para manter o abastecimento contínuo com o auxílio de caminhões pipa.

Porém, a resposta dada pela companhia não apresenta outra justificativa ou mesmo um prazo para que o fornecimento de água seja restabelecido para os moradores ainda prejudicados.

Confira o novo posicionamento na íntegra

O responsável pela Divisão de Operação e Manutenção da Cesan, Marcelo Lopes dos Santos, informa que a empresa está atuando para assegurar o abastecimento contínuo e também complementa o fornecimento de água com caminhões-pipa. É importante o morador acionar a empresa pelo telefone 115 em caso de falta d´água ou alteração na cor da água para que as equipes técnicas possam atuar.

A solicitação de ressarcimento de desembolsos com compra de água pode ser feita pelo WhatsApp 27 99722-9291, no site da Cesan ou na Agência de Atendimento ao Cliente mais próxima.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.