Folha Vitória Pedágio da Terceira Ponte e Rodosol já pode ser pago com Pix

Pedágio da Terceira Ponte e Rodosol já pode ser pago com Pix

Além do pagamento via Pix, o pagamento do pedágio e da Rodovia do Sol, em Guarapari, outras alternativas também podem ser usadas

Folha Vitória
Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Os motoristas que passam a Terceira Ponte e a Rodovia do Sol, em Guarapari, a partir desta quarta-feira (05), já podem realizar o pagamento do pedágio por meio de transferência Pix. 

De acordo com Geraldo Dadalto, diretor-presidente da RodoSol, a criação de mais uma alternativa de pagamento tem o objetivo de facilitar e trazer conforto para o usuário do Sistema Rodovia do Sol. 

“Nosso trabalho é criar formas de trazer mais agilidade, segurança e bem-estar, sem trazer comprometimento à fluidez do trânsito. Ao chegar na cabine, o usuário informará que pagará via PIX e receberá um QRCode para efetuar o pagamento”, explicou.

O novo formato está entre outras alternativas de pagamento colocadas em prática pela RodoSol, como o débito por aproximação, que começou em dezembro, e o Sem Parar Pay, sempre em cabines manuais sinalizadas e específicas.

“Nem todas as cabines manuais aceitam as novas modalidades de pagamento. Tanto no pedágio da Terceira Ponte quanto na Rodovia do Sol, há sinalização indicando as formas de pagamento aceitas em cada pista. Atenção é fundamental para não se prejudicar e nem causar transtorno a outros usuários”, esclareceu o diretor-presidente.

No caso do cartão de débito, Dadalto ressalta ainda que o usuário deve estar atento e verificar, antecipadamente, se o cartão oferece a função de leitura por aproximação. 

Aplicativo "Sem Parar"

Outra alternativa já implantada para os usuários de pistas manuais e da motovia é o aplicativo Sem Parar, disponível nos sistemas IoS e Android. Nele, basta ativar o Sem Parar Pay, um sistema que permite a inserção de créditos no valor que o usuário desejar, seja motorista ou motociclista. 

Com o aplicativo aberto e o bluetooth ativado, a passagem será liberada sem que seja necessário tirar o celular da bolsa, por exemplo.

“O usuário precisa estar com app aberto e o bluetooth ativado antes de chegar na cabine. Se deixar para fazer isso no momento do pagamento, vai perder tempo e prejudicar o acesso de outros usuários”, ressaltou.

Saiba quais as alternativas de pagamento de pedágios na Terceira Ponte e na Rodosol:

- Dinheiro – utilizado em pistas manuais.

- Tags de operadoras de serviços de passagem automática – utilizado nas pistas automáticas para veículos. Há cinco operadoras oferecendo o sistema: Sem Parar, Conect Car, GreenPass, Veloe e Move Mais. É preciso realizar a contratação do serviço, instalar e ativar o tag. Atenção: o processo de ativação pode não ser imediato.

- Débito por aproximação – aceito em pistas manuais devidamente sinalizadas nas duas praças de pedágio. Vale lembrar que nem todas as cabines terão o sistema disponível. Também é uma das alternativas disponibilizadas para a pista de motocicletas (motovia).

- Aplicativo – O aplicativo Sem Parar, disponível nos sistemas IoS e Android, oferece o serviço Sem Parar Pay, que permite a inserção de créditos no valor que o usuário desejar. Aceito em todas as pistas manuais para veículos. Pode ser usado também por motociclistas na motovia. Basta estar com o aplicativo aberto e o bluetooth ativado que a passagem será liberada.

- Pix – O pagamento pode ser feito pela leitura de QR Code em pistas manuais específicas e na motovia. 

Reajuste: preço do pedágio está mais caro em 2022

A Agência de Regulação de Serviços Públicos (ARSP) anunciou que em 2022, o valor da tarifa para carros de passeio passa a ser de R$ 2,40, na Terceira Ponte, e R$ 10,90 na Praça Praia Sol, em Guarapari.

As taxas cobradas em 2021 para carros de passeio na Terceira Ponte foi de R$ 2,20. Já na Praça Praia Sol em Guarapari, a taxa é de R$ 9,40.

De acordo com a ARSP, o novo valor da tarifa é decorrente do reajuste anual previsto no contrato de concessão vigente.

"Os estudos desenvolvidos pela Agência seguem a fórmula contratual, considerando a correção das perdas inflacionárias, bem como outros eventos que foram considerados para se chegar nesses valores de pedágio, como os ajustes na conserva especial do pavimento e no painel de mensagens variáveis que não foram executados no tempo devido pela Concessionária, além das desapropriações pagas aos donos de terreno pela Rodosol para duplicação da rodovia, dentre outros".

A agência ainda esclareceu que a Tarifa da Terceira Ponte se encontra reduzida conforme determinação do Juízo da 2ª Vara da Fazenda Pública Estadual, Municipal, Registros Públicos, Meio Ambiente e Saúde. 

Além disso, estão sendo adotadas medidas necessárias para cumprimento das diretrizes estabelecidas no Acordão 01450/2019-1 do Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo.

Últimas