Folha Vitória Suspeito que simulou assalto para encobrir morte de namorada no ES é preso

Suspeito que simulou assalto para encobrir morte de namorada no ES é preso

A história começou no estacionamento do Hospital Jayme Santos Neves, na Serra, quando Jerllington Lopes acionou a polícia

Folha Vitória
Foto: Divulgação / Polícia Civil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um homem de 37 anos, identificado como Jerllington Oliveira Lopes, foi preso no dia 27 de janeiro, no bairro José de Anchieta, na Serra, por ter matado a namorada de apenas 17 anos de idade, no dia 7 do mesmo mês.

Para driblar a polícia, o suspeito afirmou que o casal havia sido vítima de um assalto. O inquérito foi concluído pela Divisão de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM) e apresentado em coletiva de imprensa ocorrida na tarde desta terça-feira (4). O feminicídio, segundo esclarecido pela polícia, foi premeditado pelo acusado desde o ano passado.

A história começou no estacionamento do Hospital Jayme Santos Neves, quando Jerllington acionou a polícia. Segundo ele, que foi encontrado baleado com um tiro na mão, os dois teriam sido vítimas de um assalto que acabou na morte da namorada.

A primeira equipe a chegar ao local foi a de investigadores do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que desconfiou da narrativa. Durante o depoimento do homem, as respostas não faziam sentido. A partir daí, o homem de 37 anos passou de vítima a principal suspeito do crime.

Segundo esclarecido em coletiva, foi iniciada uma investigação para comprovar a teoria de que, na verdade, o namorado teria assassinado a adolescente.

O suspeito e a adolescente estavam juntos há quatro anos, desde que a moça tinha apenas 13 anos, e moravam juntos no município da Serra. 

O homem, que nega fortemente que tenha praticado o crime, tem um filho com a ex-esposa e a polícia acredita que o relacionamento com essa mulher possa ter relação com a motivação do crime.

>> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe do nosso grupo no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

A polícia considerou que alguns fatores motivaram a ação, entre eles: que o homem tinha interesse em terminar o relacionamento com a vítima e ela não concordava; que Jerllington queria ver o filho com a ex-esposa e ela não o deixava; e também pelo fato de a ex-esposa ter intenção de retomar a relação com ele.

Jerllington foi denunciado pelo Ministério Público pelos crimes de homicídio com qualificadoras de feminicídio e impossibilidade de defesa da vítima, além de fraude processual.

* Com informações do repórter Lucas Melo para a TV Vitória | RecordTV

Últimas