Folha Vitória VÍDEO | Meteoro? Objeto com fogo é visto no céu de Cariacica

VÍDEO | Meteoro? Objeto com fogo é visto no céu de Cariacica

"É um pássaro? É um avião?" O objeto teria sido visto neste domingo (10) e intrigou moradores. Especialistas analisaram o vídeo

Um vídeo que circula nas redes sociais está intrigando moradores de Cariacica. Nas imagens enviadas ao jornal Folha Vitória é possível ver um objeto pegando fogo no céu da cidade. Segundo informações, tudo foi registrado no final da tarde deste domingo (10).

O registro no céu do Espírito Santo foi feito um dia após um clarão acompanhado de um barulho forte chamar a atenção de moradores de diversas cidades de Goiás. Logo após o episódio, vários registros se multiplicaram pelas redes sociais. 

Tranquilizando ou quebrando expectativas dos capixabas, o Exoss Ciência Cidadã explicou que não se trata de um meteoro. No entanto, não é possível identificar, com exatidão, o que causou o clarão no céu cariaciquense.

Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A princípio, numa primeira análise, especialistas acreditaram se tratar de um balão, que poderia ter se incendiado e incinerado no céu. No entanto, eles afirmam que, provavelmente, trata-se de um sinalizador.

"Um detalhe importante: ele está muito rápido para ser um balão nas condições apresentadas no vídeo", explicou um representante do Exoss Ciência Cidadã, a pedido da reportagem do Folha Vitória.

Eles ainda destacaram que as condições do tempo apresentadas no vídeo favoreceram a visibilidade do fogo: entardecer, baixa luminosidade, presença de nuvens e pouquíssimo vento.

Leia também: Moradores de Goiás registram passagem de meteoro

Uso de sinalizado é perigoso

Apesar de ser usado de forma irregular, o sinalizador é um artefato pirotécnico cujas características são definidas por normas legais de segurança e eficiência. Podem ser de vários tipos, sempre liberando luz ou fumaça, com o objetivo de indicar ou posicionar pessoas em perigo, essencialmente utilizado em salvatagem náutica.

Ao ser lançado, o foguete desenvolve uma trajetória vertical e pode chegar a uma altura superior a 300 metros, podendo ser visto à distância aproximada de 15 quilômetros durante o dia e até 40 km à noite.

Podem ser utilizados para sinalizar situações de perigo a curta distância, sinalização diurna ou noturna, com luz ou fumaça colorida. Podem ser associados a códigos e sinais de socorro e salvamento.

O uso irregular já provocou acidentes graves. Em 2013, durante uma partida entre Corinthians e o time boliviano San José, ocorrida na Bolívia, um sinalizador foi disparado por um torcedor brasileiro, que na época tinha 17 anos, e causou a morte do jovem boliviano Kevin Espada, de 14 anos.

Na época do acidente, o jovem brasileiro afirmou que se atrapalhou com o artefato comprado por ele na Rua 25 de Março, em São Paulo. Ele disse ainda que não sabia manusear direito o sinalizador e que entrou sem revista da polícia boliviana no estádio de Oruro, onde San José e Corinthians empataram por 1 a 1.,

Por situações como estas, de acordo com órgãos de segurança, o uso de sinalizadores deve ser feito apenas por pessoal treinado e capacitado, e em situações seguras do ponto de vista de risco, visto que se trata de material explosivo e classificado como de alta periculosidade.

*Com informações da Cetesb-SP, Portal R7 e blog Regatta

Últimas