Cidades Para burlar lei que proíbe sal sobre a mesa, restaurante no ES pendura saleiros no teto

Para burlar lei que proíbe sal sobre a mesa, restaurante no ES pendura saleiros no teto

Medida entrou em vigor nessa quinta-feira (9); multa é de aproximadamente R$ 1.340

Para burlar lei que proíbe sal sobre a mesa, restaurante no ES pendura saleiros no teto

Saleiros foram pendurados como protesto

Saleiros foram pendurados como protesto

Reprodução

Nessa quinta-feira (9) entrou em vigor no Espírito Santo a lei que proíbe bares e restaurantes de disponibilizar sal sobre mesas e balcões, seja em saleiros ou sachês. O consumidor que quiser salgar mais a comida, tem que solicitar o tempero. Para protestar contra a polêmica regra, que visa diminuir o consumo, um restaurante em Vitória teve uma ideia inusitada: em vez de deixar os saleiros sobre as mesas, ele os pendurou no teto com barbante.

No Facebook do restaurante Ilha do Caranguejo, uma imagem publicada no primeiro dia que a lei passou a vigorar mostra os saleiros pendurados com a mensagem: "Tá, a gente entendeu. Não pode expor sal nas mesas e nem bancadas, balcões. É isso? Então pendurar no teto tá de boa, né?!". E com hashtags (marcadores), o dono do estabelecimento deixou claro que é contra o excesso de sal, assim como é contra quem manda na vida dele.

Na rede social, os frequentadores do local apoiaram a atitude em tom de "a vida é minha e eu como a quantidade de sal que eu quiser" e causou confusão em outras pessoas, que não entenderam que apenas a exposição está proibida, e não o consumo.

O estabelecimento que não cumprir a lei  poderá ser multado em 500 VRTEs (Valor de Referência do Tesouro Estadual), o equivalente a cerca de R$ 1.340.

Leia mais notícias de Cidades