Cidades Polícia Ambiental prende 10 pessoas na Operação Canário Pistola

Polícia Ambiental prende 10 pessoas na Operação Canário Pistola

Operação foi deflagrada em municípios do Paraná e prendeu suspeitos de envolvimento com tráfico de animais silvestres

Operação Canário Pistola prende 10 pessoas

Foram apreendidos 98 pássaros nativos

Foram apreendidos 98 pássaros nativos

Divulgação/Polícia Ambiental

A Polícia Ambiental do Paraná deflagrou a Operação Canário Pistola nesta sexta-feira (29) e sábado (30), e prendeu 10 pessoas suspeitas de envolvimento com tráfico de animais silvestres.

A operação 5ª Companhia Ambiental Força Verde fez a operação nos municípios de Capanema, Nova Santa Rosa e Capitão Leônidas Marques, Boa Vista da Aparecida e Palotina.

De acordo com a assessoria de Polícia Ambiental, foram abordados/vistoriados 21 locais, 37 pessoas abordadas, 1 informação ao Ministério Público, 10 presos, 98 pássaros nativos apreendidos, 1 dente de onça, 7 m3 de madeiras apreendidos, 1 serraria móvel apreendida e 4 armas de fogo.

Além disso, a polícia informou que também localizou uma área de desmatamento irregular de 0,11 hectare.

Ainda de acordo com a polícia, alguns pássaros estavam feridos. Papagaio, pintassilgo, sabiá, curió, trinca ferro, canário terra, azulão, bico grosso, melro, cardeal, coleiro baiano, tico tico rei, sangue de boi, bico de pimenta e pássaro preto estão entre as espécies apreendidas.

Os presos na Operação Canário Pistola devem responder por crime ambiental.

Vale lembrar que o mascote da seleção brasileira que bomba nas redes sociais é o "Canarinho Pistola". Com jeito carrancudo, o animal já virou até coxinha de frango.

A operação apreendeu armas de fogo

A operação apreendeu armas de fogo

Divulgação/Polícia Ambiental
Foram apreendidos pássaros machucados

Foram apreendidos pássaros machucados

Divulgação/Polícia Ambiental
    Access log