Economia Governo suspende a venda de 11 planos de saúde no Brasil

Governo suspende a venda de 11 planos de saúde no Brasil

ANS afirma que 25.722 beneficiários ficam protegidos com a medida que passa a valer a partir do próximo dia 10

  • Economia | Do R7

Suspensão leva em conta reclamações dos clientes

Suspensão leva em conta reclamações dos clientes

Pixabay

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) interrompeu nesta quinta-feira (3) a comercialização de 11 planos de saúde de duas operadoras devido a reclamações relacionadas a cobertura assistencial realizadas no segundo trimestre deste ano.

A proibição da venda começa a valer na próxima quinta-feira (10). De acordo com a ANS, 25.722 beneficiários ficam protegidos com a medida, já que esses planos só poderão voltar a ser comercializados para novos clientes se as operadoras apresentarem melhora no resultado no monitoramento.

Leia mais: ANS suspende reajustes de planos de saúde até dezembro

Todas as vendas suspensas fazem parte dos planos Unimed Norte-Nordeste (3) e Unimed de Manaus Cooperativa de Trabalho Médico (8). São eles:

Unimed de Manaus Cooperativa de Trabalho Médico

• Ambul+Hospit sem Obstet Enfermaria sem Franquia Sem Co-parti
• Unipart Empresarial Enfermaria Com Obstetrícia
• Ambul+Hospit com Obstet Apartament sem Franquia Sem Co-Parti

Unimed Norte-Nordeste

• Unifacil adesão IE Nacional
• Unifacil adesão IA Nacional
• Coletivo por adesão enfermaria
• Unifacil adesão CE nacional
• Coletivo por adesão APART
• Coletivo Empresarial - Referência
• Bem-Estar Especial sem Obstetrícia Apartamento
• • Individual/Familiar referência - NAC

O órgão regulador orienta para que os planos não sejam contratados. "Se receber oferta para adquirir um desses planos, denuncie", destaca a ANS.

Além das suspensões, a ANS também divulga a lista de planos que poderão voltar a ser comercializados. Nesse ciclo, um plano teve a venda liberada pelo Monitoramento da Garantia de Atendimento.

Últimas