Índice fecha com maior queda diária desde 1998, em dia com circuit breaker e tombo de 30% de Petrobras

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista fechou com fortes quedas nesta segunda-feira, marcada por circuit breaker, com as ações da Petrobras desabando mais de 30% após decisão da Arábia Saudita derrubar os preços do petróleo e adicionar incertezas a um mercado já melindrado por preocupações com os reflexos do coronavírus na economia global.

Segundo dados preliminares, o Ibovespa caiu 12,3%, a 85.931,36 pontos, mínima desde dezembro de 2018 e a maior queda percentual diária desde setembro de 1998, ano marcado pela crise financeira russa. O volume financeiro era expressivo e superava 41,6 bilhões de reais.

None

None

(Por Paula Arend Laier)