Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Mesmo com queda de 7,1%, balança comercial registra superávit de US$ 8,53 bi em maio

Exportações somaram US$ 30,34 bilhões e as importações cresceram 0,5%, totalizando US$ 21,80 bilhões

Economia|Do R7, em Brasília

Balança comercial registrou superavit em 2024
Balança comercial registrou superavit em 2024 Balança comercial registrou superavit em 2024 (Rodrigo Trajano / Antaq)

A balança comercial brasileira registrou em maio superávit de US$ 8,53 bilhões e queda de 7,1% em comparação a maio de 2023. As exportações caíram e somaram US$ 30,34 bilhões, e as importações cresceram 0,5% e totalizaram US$ 21,80 bilhões. A corrente de comércio diminuiu 4,1%, alcançando US$ 52,14 bilhões. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (6) pelo MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços).

Leia também

Exportações

No acumulado de janeiro a maio, as exportações cresceram 2,3% e somaram US$ 138,81 bilhões em comparação com o mesmo período do ano passado. As importações cresceram 1,8% e totalizaram US$ 102,92 bilhões. Como consequência destes resultados, a balança comercial apresentou superávit de US$ 35,89 bilhões, com crescimento de 3,9%, e a corrente de comércio registrou aumento de 2,1%, atingindo US$ 241,73 bilhões.

Em relação ao desempenho dos segmentos da economia, a agropecuária teve queda de 18,5%, somando US$ 7,51 bilhões. Já a indústria extrativa apresentou crescimento de 13,8%, movimentando US$ 7,72 bilhões. A industria de transformação teve queda de 9,2%, alcançando US$ 14,98 bilhões. De acordo com o MDIC, a combinação destes resultados levou a queda do total das exportações.

Importações

Em maio cresceram as importações na agropecuária (53,4%), com US$ 0,51 bilhão. A indústria extrativa também teve crescimento nas importações (12,9%), chegando a US$ 1,70 bilhão e, por fim, queda de -1,2% em indústria de transformação, que alcançou US$ 19,46 bilhões. A combinação destes resultados motivou ao aumento das importações.

Publicidade

Parceiros comerciais

Argentina

As exportações para a Argentina caíram 42,7% em maio e somaram US$ 1,10 bilhão. As importações diminuíram 3,9% e totalizaram US$ 1,12 bilhão. Logo, a balança comercial com este parceiro comercial apresentou déficit de US$ 0,02 bilhão e a corrente de comércio diminuiu 28,1% alcançando US$ 2,21 bilhões.

No período acumulado de janeiro a maio 2024, em relação a igual período do ano anterior, as vendas para a Argentina caíram 33,1% e atingiram US$ 5 bilhões. As importações cresceram 1,2% e chegaram US$ 5,06 bilhões. Com isto, neste período, a balança comercial para a Argentina apresentou saldo negativo de US$ -0,06 bilhão e a corrente de comércio reduziu-se em 19,4% totalizando US$ 10,07 bilhões.

Publicidade

China, Hong Kong e Macau

As exportações para a China, Hong Kong e Macau no mês de maio caíram 7,9%, somando US$ 9,83 bilhões. As importações aumentaram 1,5% e totalizaram US$ 4,69 bilhões. Assim, a balança comercial com esses parceiros comerciais apresentou superávit de US$ 5,14 bilhões e a corrente de comércio diminuiu 5,1% alcançando US$ 14,51 bilhões.

Estados Unidos

As exportações para os Estados Unidos, em Maio/2024, cresceram 3,2% e somaram US$ 3,30 bilhões. As importações aumentaram 3,1% e chegaram a US$ 3,81 bilhões. Assim, a balança comercial com este parceiro comercial resultou num déficit de US$ 0,51 bilhões e a corrente de comércio registrou aumento de 3,2% alcançando US$ 7,11 bilhões.

Publicidade

No acumulado de Janeiro/Maio 2024, em relação ao mesmo período do ano anterior, as exportações para os Estados Unidos cresceram 14,2% e atingiram US$ 16,01 bilhões. As importações caíram 3,4% e totalizaram US$ 16,12 bilhões. Dessa forma, neste período, a balança comercial para este país apresentou déficit de US$ 0,11 bilhões e a corrente de comércio aumentou 4,6% chegando a US$ 32,13 bilhões.

União Europeia

As vendas para a União Europeia, cresceram 23,1% e chegaram US$ 4,83 bilhões. As importações aumentaram 6% e totalizaram US$ 4,31 bilhões. Assim, a balança comercial com este bloco resultou num superávit de US$ 0,52 bilhão e a corrente de comércio aumentou 14,4% alcançando US$ 9,14 bilhões.

No período acumulado de janeiro a maio, em relação ao mesmo período do ano anterior, as exportações para a União Europeia cresceram 1,7% e atingiram US$ 19,19 bilhões. As importações caíram 2,3% e totalizaram US$ 19,47 bilhões. Consequentemente, neste período, a balança comercial com este bloco comercial apresentou déficit de US$ 0,27 bilhão e a corrente de comércio diminuiu 0,3% somando US$ 38,66 bilhões.


Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.