Mitsubishi atrasa entrega do SpaceJet novamente e tem perda extraordinária de US$4,5 bi

TÓQUIO (Reuters) - A japonesa Mitsubishi Heavy Industries anunciou nesta quinta-feira que terá uma perda extraordinária de 496,4 bilhões de ienes (4,5 bilhões de dólares) depois que sua unidade de aeronaves atrasou a entrega do jato SpaceJet por pelo menos mais um ano até depois março de 2021.

O sexto atraso anunciado pela Mitsubishi Aircraft é um novo golpe nas ambições do Japão para o setor de jatos comerciais e pode prejudicar as finanças da Mitsubishi Heavy Industries.

A empresa citou a perda como uma das razões para reduzir uma previsão de lucro operacional de 220 bilhões de ienes no ano fiscal, encerrado em 31 de março.

O novo atraso também significa que uma aeronave que a Mitsubishi Heavy planejava lançar em 2013, terá que competir com uma nova geração de jatos construídos pela Embraer.

A Mitsubishi Heavy, que fabrica produtos que variam de reatores nucleares e navios a foguetes e máquinas industriais, tradicionalmente conta com unidades mais fortes para sustentar as mais fracas.

"Usamos fluxo de caixa e empréstimos para financiar nossos projetos e, no futuro, o desenvolvimento do SpaceJet exigirá mais fundos", disse um porta-voz da Mitsubishi Heavy. A empresa, acrescentou, não tem planos no momento de levantar capital para o desenvolvimento de aeronaves.

Uma porta-voz da Mitsubishi Aircraft se recusou a dizer quanto custou o desenvolvimento do SpaceJet até agora.

(Por Tim Kelly)