Economia Perdas do comércio com bloqueios podem superar as de 2018

Perdas do comércio com bloqueios podem superar as de 2018

Segundo avaliação da CNC, o prejuízo diário do varejo pode ser maior que o de R$ 1,8 bi registrado no movimento anterior

  • Economia | Do R7

Grupo de caminhoneiros na rodovia Leonor Mendes de Barros, em Marília (SP)

Grupo de caminhoneiros na rodovia Leonor Mendes de Barros, em Marília (SP)

ALF RIBEIRO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO-01/11/2022

A CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) afirmou que os bloqueios nas rodovias do país que acontecem desde segunda-feira (31) podem provocar perdas no comércio superiores às registradas com a ação similar em 2018, que causou retração de 5,8% no volume de vendas e perda diária de R$ 1,8 bilhão. O custo total para o varejo, em valores atuais, foi de R$ 18 bilhões, contabilizados ao longo dos dez dias de bloqueios em 2018.

Para a confederação, o que agrava o cenário é que o setor passou a ter maior dependência de serviços de entregas, pois começou a operar com estoques reduzidos desde a pandemia de Covid-19.

Segundo a CNC, o registro dessas perdas tende a ser gradual, na medida em que o varejo conta com estoques que, dependendo da duração dos bloqueios, será consumido até a normalização do fluxo de mercadorias. "Mas as perdas não se restringem à fonte de receitas, impactando também a elevação dos custos, especialmente daqueles relacionados ao transporte", afirmou a entidade em nota.

Últimas