Educação Como os pais podem ajudar os filhos com a lição de casa

Como os pais podem ajudar os filhos com a lição de casa

Tarefas servem para que a criança compreenda o que foi ensinado na escola e também desenvolva autonomia e responsabilidade

Como os pais podem ajudar os filhos com a lição de casa

Pais devem buscar o equilíbrio entre demonstrar interesse e a cobrança

Pais devem buscar o equilíbrio entre demonstrar interesse e a cobrança

Pixabay

Lição de casa é coisa séria. No geral, não agrada nem pais, nem filhos, mas é fundamental para as crianças aprenderem. O R7 ouviu especialistas para dar algumas dicas para facilitar o dia a dia das famílias.

Primeiro ponto importante é entender para que serve essa atividade. “As tarefas são parte importante do aprendizado, o professor apresenta, explica o conteúdo em sala de aula e os estudantes completam esse processo em casa”, explica Karin Kenzler, orientadora educacional do Colégio Humboldt.

Nesse momento, o estudante vai perceber se entendeu ou se tem alguma dúvida sobre o que foi apresentado na escola. “Nesse momento, cabe aos pais o envolvimento com o conteúdo, demonstrar interesse real pelo que a criança está aprendendo e mostrar qual o valor que a família dá para o aprendizado”, observa Cristiane Teixeira, orientadora educacional do Colégio Pio XII.

E o interesse pelo que o filho produz deve começar ainda nas primeiras atividades das crianças pequenas. “No geral, os adultos colocam o rótulo de ‘chato’ para a lição de casa, melhor evitar frases como ‘termina logo para ir brincar’”, diz Karin. “Vale mostrar para a criança que aquilo que ela está fazendo é importante, mostrar que está orgulhoso”.

Quando essas crianças chegam ao ensino fundamental, o foco é a autonomia – os alunos devem fazer a atividade sozinhos.

Seu filho tem uma dúvida? Ajude a pesquisar, escolher as fontes corretas na internet, no livro. “Não é fazer a atividade pela criança e ao mesmo tempo também não pode cobrar demais, não cabe ao pai ser o fiscal da lição de casa do filho”, orienta Karin.

Evite as frases: “Já fez a lição?” ou “Isso é muito fácil, como você não entendeu?”.  E substitua por: “Sobre o que você está aprendendo? ” ou “Gostou dessa matéria?”.  Uma atitude que valoriza a autoestima dos estudantes e mostra o envolvimento real dos pais na rotina do filho.

Cristiane destaca também a necessidade de estabelecer uma rotina para que a criança tenha tempo de realizar a tarefa de casa, fazer seu estudo diário e, principalmente, para que tenha um tempo livre para brincar, ler ou simplesmente não fazer nada. “Muitas famílias, no esforço de dar o melhor, acabam colocando um volume grande de atividades extras e as crianças ficam sobrecarregadas, é importante buscar o equilíbrio”.

“A lição não é apenas a consolidação de conteúdo, mas também um caminho para a autonomia, que o aluno possa resolver problemas e ter um pensamento crítico”.