Meio Ambiente

Educação Menino de 10 anos cria game para conscientizar sobre a preservação do meio ambiente

Menino de 10 anos cria game para conscientizar sobre a preservação do meio ambiente

Inspirado pelas ideias da ativista Greta Thunberg, Theo Correia desenvolveu o jogo 'Ciclovias Verdes' a partir da cidade de Niterói

  • Educação | Alex Gonçalves, do R7*

Theo Correia, 10 anos, quer inspirar crianças do mundo inteiro sobre preservação do meio ambiente

Theo Correia, 10 anos, quer inspirar crianças do mundo inteiro sobre preservação do meio ambiente

Divulgação/Arquivo pessoal

O carioca Theo Correia tem apenas 10 anos de idade e já desenvolveu um game para conscientização e preservação do meio ambiente. Grande fã da ativista ambiental Greta Thunberg, o menino criou o Ciclovias Verdes, inspirado na cidade de Niterói (RJ).

"O meu sonho está sendo realizado e eu sinto que o meu jogo pode mudar o mundo", diz. "Tudo o que eu mais quero é inspirar minha geração futura para que eles tenham o interesse em áreas verdes e possam ajudar os animais e as plantas."

Com a pandemia da Covid-19, restrições e o isolamento social, o menino sentiu que precisava fazer mais. Aluno da escola de tecnologia para crianças e adolescentes, o jovem aprendeu sobre programação e decidiu criar o jogo Ciclovias Verdes para o trabalho de conclusão de uma das etapas do curso de programação.

O jogo foi desenvolvido através do Kodu, plataforma de games 3D. O objetivo do jogador é retirar o lixo das ruas e das águas, acabar com as fumaças de automóveis, eliminar robôs que desmatam e criam queimadas, e transformar indústrias poluentes em indústrias de energia limpa.

Theo desenvolvendo o seu jogo

Theo desenvolvendo o seu jogo

Arquivo pessoal

Priscila Correia é mãe do pequeno Theo. Ela conta que desde cedo estimulou o filho em casa a cuidar da natureza, sobretudo com os cuidados das plantas e dos animais.

"Quando ele tinha quatro anos, conhecemos o Projeto Tamar e a experiência causou um forte impacto no Theo", conta. Para a mãe, a experiência foi decisiva na vida do filho. "Ele percebeu que era o momento de expor o assunto para as outras pessoas e falar a elas sobre o comportamento do ser humano em relação aos descartes de lixo no mar e no meio ambiente."

"Inicialmente começamos a gravar vídeos como forma de conscientização e educação ambiental. Em seguida tivemos a ideia de realizar piqueniques ecológicos, onde reunimos cerca de 100 crianças nesses encontros para mostrar a importância da sustentabilidade e meio ambiente", explica.

Para Guilherme Gani, coordenador de conteúdo da escola codeBuddy, "mais do que consumir, o uso responsável e seguro da tecnologia é ajudar essa nova geração a usá-la como ferramenta de criação", esclarece. "Dessa forma, eles são estimulados a refletir sobre os problemas cotidianos e a desenvolver diversas habilidades, como a criatividade e a organização", afirma Gani.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Karla Dunder

Últimas