Educação Qual é a melhor idade para meu filho entrar na escola?

Qual é a melhor idade para meu filho entrar na escola?

Para os especialistas ouvidos pelo R7, as crianças que estão na primeira infância precisam de estímulos e de muita brincadeira

Qual a idade para colocar o filho na escola e como escolher o colégio

Crianças devem explorar os ambientes da escola por volta dos 3 anos de idade

Crianças devem explorar os ambientes da escola por volta dos 3 anos de idade

Pixabay

Quando deve colocar meu filho na escola? Qual a idade ideal? Por lei, a criança deve frequentar as aulas a partir dos 4 anos, mas para os especialistas, a partir dos 2 anos e meio já é possível matricular as crianças em uma escola.

Nos primeiros anos de vida, o bebê precisa dos cuidados de um adulto. Os estímulos e as referências são adquiridos pelas pessoas mais próximas, sem necessidade de interação com outras crianças. “É uma fase que estão aprendendo a se comunicar, ainda usam fraldas e interagem melhor com os adultos”, explica a psicopedagoga Ivone Regina Scatolin Serra. “A partir de 2 anos e meio a 3 anos começa a fase da socialização e aí pode ser interessante colocar as crianças na escola, se possível, meio período para que tenham um tempo de convivência familiar.”

Leia mais: Confira 5 benefícios do estudo para crianças na fase pré-escolar

Claro, para as mães que precisam voltar ao trabalho após a licença maternidade, não é preciso sentir culpa. “O berçário ou a creche oferecem algo a mais ao bebê que a família pode oferecer neste momento”, avalia Ivone. “Importante que os pais dediquem um tempo de qualidade quando estão junto com os filhos.”

Leia mais: Saiba o que seu filho deve aprender nos próximos anos

Para Jones Brandão, head de educação da Agenda Edu, se o bebê estiver em casa, mas sem receber os estímulos adequados, é melhor que esteja na escola. “Na primeira infância as crianças vão construir as bases e estruturas para todo o conhecimento que virá no futuro e sabemos que quanto mais estímulo ela recebe, mais se desenvolverá”, completa Luana Marra, coordenadora pedagógica da escola Santi.

Leia mais: Aplicativos podem ser aliados dos pais na educação dos filhos

A escola, na primeira infância, é um espaço que amplia a interação social, as crianças aprendem brincar em grupo. Nesta fase, a escola auxilia no desenvolvimento cognitivo e da linguagem. “A partir dos 3 anos o brincar assume função importante na vida das crianças e até o aprender deve ser transmitido de forma lúdica”, explica Ivone.

Como escolher a escola ideal?

Brincar é a melhor forma de aprender

Brincar é a melhor forma de aprender

Divulgação

Muitos pais partem do zero neste momento. A primeira dica é fazer uma lista com os itens importantes e que são inegociáveis para a família.

“Com base nessa lista, os pais devem visitar cinco, seis escolas, conhecer e avaliar o espaço, fazer perguntas – e não existe pergunta boba neste momento — tirar dúvidas”, diz Brandão.

Nesse processo, os pais vão excluir as escolas que não combinam com os ideais da família.

Neste momento, também vale ouvir opiniões de outros pais, de familiares e ter referências, mas vale é importante que escola a família estejam em sintonia. “Importante que os pais conheçam o projeto pedagógico, a família engajada com a escola favorece o aprendizado da criança”, avalia Brandão.

As instalações também devem ser levadas em consideração na escola. A ideia de que criança pequena precisa de uma escola pequena é bem questionável. Os pequenos precisam ter espaço para explorar os ambientes da escola, ter elementos da natureza e brinquedos adequados à idade.

Avalie também o número de cuidadores e a qualificação profissional. “Essas profissionais devem conhecer as etapas do desenvolvimento infantil e devem saber orientar os pais”, afirma Ivone.