Eleições 2016 Justiça manda 'Veja' dizer na capa que mentiu sobre Crivella

Justiça manda 'Veja' dizer na capa que mentiu sobre Crivella

Candidato à Prefeitura do Rio de Janeiro ganha direito de publicar resposta em revista

Justiça manda 'Veja' dizer na capa que mentiu sobre Crivella

Crivella terá resposta publicado em 'Veja'

Crivella terá resposta publicado em 'Veja'

Estadão Conteúdo

A revista Veja terá de publicar, em sua próxima edição, resposta do senador e candidato à Prefeitura do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), sobre a última capa da revista. “A Veja mentiu sobre Crivella”, deve ser a capa da próxima edição da revista.

A decisão é do juiz Marcello Rubioli, do TRE-RJ (Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro), que considerou que, na última publicação, houve “menoscabo à realidade dos fatos” por parte da revista.

Na última semana, Veja publicou, em sua capa, foto de Crivella preso há 26 anos. Em nota distribuída no mesmo dia em que a capa foi divulgada, o candidato afirmou que o delegado responsável por sua detenção acabou respondendo por abuso de autoridade.

“Trata-se de propaganda difamatória que não pode ser aceita em uma campanha republicana e democrática”, escreveu o juiz em sua decisão.

“Aqui não cabe afirmar tratar-se de fato jornalístico, eis que, como foi cabalmente comprovado pelo representante, este não foi preso, mas submetido a jugo de abuso de autoridade do delegado sindicante”, disse Rubioli.

“Urge à imprensa responsabilidade na divulgação de fatos, mormente os que são sigilosos e não confirmados”, alertou o juiz.

“Da leitura da reportagem indicada, realmente, apura-se que houve menoscabo à realidade dos fatos. Como dito, repise-se, é no mínimo estranho que, a menos de uma semana do pleito, fatos de mais de vinte anos, como insinuações despidas de lastro fático sejam irrogadas por ambas as campanhas”, afirmou o Rubioli.

“Julgo procedentes os pedidos para conceder direito de resposta aos representantes, a ser veiculada imediatamente [...], garantido o mesmo espaço e destaque ao representante”, finaliza a decisão.

Capa sobre Crivella põe linha editorial da Veja sob suspeita

Leia mais notícias de Eleições